Original X Regravações: Will You Still Love Me Tomorrow

"Depois do silêncio, aquilo que mais aproximadamente exprime o inexprimível é a música."

Esta frase de Aldous Huxley fez-me pensar na força que a música tem como expressão, sintetizando sentimentos e épocas, modificando-se, evoluindo. Valendo-me deste conceito mutatório foi que surgiu a idéia de fazer uma comparação entre a música em seu original e a mesma em sua releitura. Nascia aí mais uma sessão do blog! Na primeira postagem falei sobre o clássico disco de Gloria Gaynor "I Will Survive", na segunda sobre Is This Love, na terceira divaguei na extraordinária The Mercy Seat, na quarta falei da romântica Lovesong, na quinta deslindei a nela Wonderwall e, hoje, falarei da tocante 

Will You Still Love Me Tomorrow?

Existem músicas que falam alto a alma, não importa quanto tempo se passe. Este é o caso de Will You Still Love Me Tomorrow?, selecionada pela Rolling Stone Magazine como uma das 500 Melhores Canções Já Feitas em 125º lugar. A composição do casal Carole King e Gerry Gofin fixa-se na visão de uma garota que, após ter dormido com o seu amado, pergunta-se sobre o amanhã. Em 1960 o grupo feminino The Shirelles fez a primeira gravação da música. A canção que de início encontrou uma resistência das rádios - por seu contexto sexual - transformou-se em hit, tendo levado o The Shirelles ao status de primeiro grupo feminino a ter sua música no 1.º Lugar das Paradas da Billboard. Assim, por ter este caráter atemporal, fica fácil de notar o porquê desta música possuir versões sendo realizadas até hoje. Perante tal, selecionei 10 regravações dos mais variados estilos, que considero merecerem destaque.


A Original:
The Shirelles
 - Dirty Dancing não seria o mesmo sem esta na trilha sonora! -


As Regravações (em ordem cronológica):
Dusty Springfield
 - Ela é tão doce que fica impossível não gostar. -

Françoise Hardy
 - O arranjo feito em 1969 ainda soa atual. -

Carole King
 - A mais emocional das versões, tom que só a compositora poderia dar. -

Smokey Robinson & The Miracles
 - No ritmo sexy da Motown. -

Elton John
 - Deste só há a versão ao vivo, já que se trata de uma apresentação do Sir. Elton John, primeira após sua cirurgia nas cordas vocais. -

Bryan Ferry
 - Adoro a voz dele, ficou perfeita na música. -

Amy Winehouse
 - Amooo de paixão esta versão! Adoro o sabor Jazz incluso. -

Lykke Li
 - Outra versão mais emocional. -

The Like
 - Mega Ultra Cute! -

Jame Durbin
 - Trata-se de uma Apresentação do American Idol, adorei o à capela do início.  -


De qual vocês mais gostaram: 
Da Original ou de Alguma das 10 Versões?

This entry was posted on 29 de abr de 2011 and is filed under , , , . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 . You can leave a response .

28 Responses to “ Original X Regravações: Will You Still Love Me Tomorrow ”

  1. Boa noite. Sou um dos membros da Associação Blogueira de letras e vim te convidar a participar do nosso projeto. Divulgaremos todos os dias um blogueiro diferente. Nosso maior objetivo é realizar a união entre os blogueiros e aumentar o número de seguidores de todos os blogs. Gostaríamos muito de sua participação. Caso estaja interessado em participar, inscreva o seu texto na comunidade do projeto.

    http://associacaoblogueiradeletras.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Essa música é realmente perfeita, em todos os sentidos, falo principalmente da versão original, mas acho que cada regravação tem um pouco de originalidade.

    ResponderExcluir
  3. Gostei da versão do Elton John, ele canta muito.

    ResponderExcluir
  4. A música é fantástica, isto é indiscutível. Não conhecia todas as versões mas confesso que me surpreendi positivamente com elas, as versões de Caroline King e Smokey Robinson tem sua maneira emocional de interpretar a canção, Elton John sempre incontestável, embora esta não seja a melhor interpretação dele. Amy Winehouse tem um poder incrível, sua voz fica imponente acompanhada do violão. A versão do The Like tem uma proximidade maior com a original e com a genialidade do violino, bem peculiar e a do calouro Jame Durbin teve um começo incrível á capela mas teve uma continuação não tão incrível, já que o arranjo não é tão bom. Enfim, uma linda canção com interpretações maravilhosas, impossível escolher apenas uma delas!
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  5. nunca tinha visto esse video da amy winehouse

    comenta e segue o meu:

    http://wwwgamesedownloads.blogspot.com

    Obrigado

    ResponderExcluir
  6. @nãochupamanga

    O legal do The Like é que as meninas parecem ter saído de outra década, mas gravaram esta versão em 2010.

    Tambpem achei que a segunda parte da versão do James ficou mais ou menos... Mas, parte à a capela ... Linda!

    ;D

    ResponderExcluir
  7. Realmente essa musiaca é linda e na voz da Amy fica mto melhor...º_~
    startte.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Eu AMO a versão da Amy. Mas a do The Like é legal também. *-*
    Nunca tinha ouvido a original. >.<
    Só a da Amy, acho. ._.

    ResponderExcluir
  9. Karla hack

    seu blog esta fazendo eu começar musicas antigas hahaha

    (gosto de musicas antigas)

    se ter segue la porfavor

    obrigado

    ResponderExcluir
  10. Faz tanto tempo que não passava por aqui ,mudou aé o layout ficou lindo ,enfim em relação as regravações quando a musica é boa ela deve ser interpretada por diversos artistas umas ficam boas e outras nem tanto assim

    http://www.blogescolhas.co.cc/

    ResponderExcluir
  11. karla gostei muito do seu blog

    ja até votei no top 30

    :D

    ResponderExcluir
  12. Espero que vc continue com esse blog muitos e muitos anos heheheh

    gostei

    comenta la no meu :

    http://wwwgamesedownloads.blogspot.com

    Obrigado

    ResponderExcluir
  13. Sem dúvidas, a original!
    Adoro The Shirelles e não sabia que a música já tinha sido regravada tantas vezes.

    ResponderExcluir
  14. eu amo essa musica, uma das minhas favoritas do filme
    além da original, só conhecia a da amy, e que versão hein
    mas eu to gostando de algumas que eu ouvi

    ResponderExcluir
  15. Sinceramente eu prefiro as originais, certo que sou suspeito, pois tenho um blog sobre saudosismo rsrsrsr.

    www.tuneldotempo.org

    ResponderExcluir
  16. A voz na Amy é sempre MUITO marcante e nos traz pensamentos incríveis. A música é a maneira de expressão mais peculiar e capaz de mexer com todos.

    ResponderExcluir
  17. Oi.amei seu blog.
    seguindo
    o meu é este http://iasmincruz.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  18. Gostei de algumas das versões
    valeu a dica

    ResponderExcluir
  19. Prefiro a versão original!

    Seguindo o blog, passa lá

    http://o-blogdotrem.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  20. a música é realmente incrível, e todas as suas versões tem algo que se pode destacar, como poder da voz mais alto, ou algo mais "romântico", e tocante...porém, para mim,nada supera a original.

    Se tiver um tempinho, por favor visite:

    www.thetascio.blogspot.com

    ResponderExcluir
  21. bom eu só gosto de come together versão michael jackson e behind the mask versão michael jackson....

    ResponderExcluir
  22. Super cool!

    Parabens pelo blog! Vc escreve lindamente ;)

    Qdo der passa lá:
    www.equemnaoamaviajar.blogspot.com

    ResponderExcluir
  23. Com certeza a Emy :D

    Adorei o seu blog, estou seguindo, passa lá no Borboleta qualquer dia :D
    Beijos.

    ResponderExcluir
  24. Muito bom o BLog e, coisa rara, escrito coretamente!

    Ótimo conteúdo!

    TClassic
    http://ozmosecerebral.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  25. Karla

    Essa música é clássica.
    A primeira versão é maravilhosa,mas é sempre bom vê-la com outras roupagens e outros timbres ainda bem que todas ao seu modo faz jus a original.

    Um Abraço

    ResponderExcluir
  26. Sou suspeita para falar a respeito de músicas: elas fazem parte da minha vida, do meu blog, enfim, não vivo sem música...

    Gostei de todas as versões: Em 1º lugar da Amy Winehouse, em 2º da Lykke Li, 3º do Elton John...

    A tradução da música é incrível, o amanhã só a Deus pertence..,.Se ele vai amá-la ou vai deixá-la só o tempo irá dizer...

    ResponderExcluir
  27. Amy Winehouse passa mais emoção, ela canta com a alma, sentindo a emoção! passa mais emoção que a próprio compositora... perfeição total

    ResponderExcluir

"Nunca houve no mundo duas opiniões iguais, nem dois fios de cabelo ou grãos. A qualidade mais universal é a diversidade." [ Michel de Montaigne ]

LEIA,
PENSE,
COMENTE!

Obrigada pelo seu Comentário!!