Original X Regravação: Wonderwall

"Depois do silêncio, aquilo que mais aproximadamente exprime o inexprimível é a música."

Esta frase de Aldous Huxley fez-me pensar na força que a música tem como expressão, sintetizando sentimentos e épocas, modificanbdo-se, evoluindo. Valendo-me deste conceito mutatório foi que surgiu a idéia de fazer uma comparação entre a música em seu original e a mesma em sua releitura. Nascia aí mais uma sessão do blog! Na primeira postagem falei sobre o clássico disco de Gloria Gaynor "I Will Survive", na segunda sobre Is This Love, na terceira divaguei na extraordinária The Mercy Seat, na quarta falei da romântica Lovesong e, hoje, falarei da bela 
Wonderwall.

É praticamente impossível que alguma "cria dos anos 90" tenha passado sem conhecer esta canção do Oasis! Tocava em 10 entre 10 rádios, tendo ficado em 26.º lugar no Hot 100 Chart da Billboard da década, na Inglaterra. Lançada no álbum (What's the Story) Morning Glory de 1995, Wonderwall está entre os principais - se não o principal - singles da banda dos irmãos Gallagher, sendo que possui diversas regravações. Contudo, a mais atual regravação é do excelente cantor norte-americano Ryan Adams, lançado em 2001. O cover de Ryan teve a benção do compositor da música, Noel Gallagher; O qual havia ido assistir a um show de Adams e ficou encantando ao escutar sua música sendo interpretada por aquele, cedendo-a para que Ryan gravasse. Numa entrevista assim disse: “I went to see Ryan Adams in Manchester… So he’s playing away and he just does ‘Wonderwall’ right in the middle of the set. The fu**ing place went silent. It was so beautiful. I was just like, ‘Fu**ing Jesus Christ what a fu**ing song!’ Afterwards, I told him, ‘You can have that song, man, because we could never quite get it right.”


As Versões:
Oasis
video

Ryan Adams
video

Este é um dos casos em que eu, particularmente, acredito que a versão supera o original. Por mais que goste e tenha crescido ouvindo esta música através do Oasis, é na voz de Ryan que entendo a profundidade e a dimensão da composição.

E vocês o que acharam das duas versões?

This entry was posted on 24 de fev de 2011 and is filed under , , , . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 . You can leave a response .

19 Responses to “ Original X Regravação: Wonderwall ”

  1. "..and after all, you're my wonderwall.."
    Essa música é perfeita..
    MAs não gostei muito do cover.. =/

    ResponderExcluir
  2. Gostei muito das duas versões mas, certamente, prefiro a do Oasis. (:

    ResponderExcluir
  3. Sou meia suspeita á falar, pois sou fã do Oasis.
    E já deve imaginar qual eu prefiro ne?
    rsrsrs'

    Beijos
    http://leticiabarcelos.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Gostei bastante das versões, mas sempre vou gostar mais da do Oasis.
    Espero retribuição: http://lollyoliver.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  5. Que beleza de post!
    E que beleza de musica!

    Parabéns pela escolha,adoro essa musica.

    "Because maybe
    You're gonna be the one that saves me
    And after all
    You're my wonderwall" (8)

    adoro essa parte. Mas na minha opinião a original continua sendo a melhor versão.

    Um grande Abraço

    ResponderExcluir
  6. Olha eu de novo aqui ..... olha eu fico com oasis sem duvida ^^ .... mais também sou meio suspeito pra falar ^^ ... bjs karla te mais

    ResponderExcluir
  7. As duas versões são lindas.
    Eu particularmente gosto mais do Oasis.
    E essa música, é uma das melhores da banda *-*
    A melodia, a letra, TUDO!

    - Não sabia da regravação também.
    Um pouco de informação, nunca é demais. ;)

    ResponderExcluir
  8. Era menina quando eles lançaram essa música, esse disco.
    Mas graça ao poder e eternização da música pude usufruir disso. Amém! hahaha
    Belo blog! Vou seguir :)

    ResponderExcluir
  9. Particularmente também prefiro a versão interpretada por Ryan Adms, dando um toque bem peculiar na música.

    ResponderExcluir
  10. Particularmente gosto da versão do Oasis, embora a outra também seja boa!
    =]

    ResponderExcluir
  11. Como fã de Oasis sou muito suspeita para responder a tal pergunta. Faço parte do time "quase nunca outra versão supera o original", não que eu tenha odiado a versão do Ryan Adams, pelo contrário, gosto da voz dele e confesso que ele conseguiu colocar um ar mais significativo e sentimental para a música. Mas na voz do Liam Gallagher com toda a instrumentalização feita pelo Oasis tem um "Q" a mais que não vi na outra versão. É questão de identidade, me identifico mais com a versão original.

    ResponderExcluir
  12. amei a frase... apesar de não curtir oasis admirei algumas musicas deles.
    sucesso

    ResponderExcluir
  13. Adoro musica ...
    Retribui o seu carinho com selo lá no meu blog ;)

    ResponderExcluir
  14. Linda a versão, uma das minhas músicas preferidas :)

    Parabéns pelo belíssimo blog!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  15. Gostei mais da original do que a regravação. Está mais intensa com o Oases

    ResponderExcluir
  16. Prefiro a versão original com o Oases. Me pareceu mais intenso.

    ResponderExcluir
  17. A música realmente tem o poder de nos transportar para vários lugares...

    Prefiro a versão do Oasis, apesar de não gostar muito dessa banda...

    ResponderExcluir

"Nunca houve no mundo duas opiniões iguais, nem dois fios de cabelo ou grãos. A qualidade mais universal é a diversidade." [ Michel de Montaigne ]

LEIA,
PENSE,
COMENTE!

Obrigada pelo seu Comentário!!