Colisão

Seis fotografias largadas,
Nenhuma representação proposta,
Apenas o silêncio dança na memória.
Dois anjos pecadores,
Muita bagagem,
Sem perspectiva,
Uma desesperança alojada na alma.
Quem acredita que o amor irá chegar?
Não estes dois.
Não pelo passado instaurado.
Escondiam-se de si próprios,
Há uma simplicidade confortável nisto.
Eram mestres em disfarçar o óbvio,
Bastava sorrir.
Caminhando pelas ruas
Sem olhar para os lados ao atravessar;
Cade a rota de fuga desta solidão?
Além da esquina,
Num cruzamento qualquer,
Na colisão involuntária,
Redenção.

This entry was posted on 20 de fev de 2013 and is filed under . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 . You can leave a response .

Leave a Reply

"Nunca houve no mundo duas opiniões iguais, nem dois fios de cabelo ou grãos. A qualidade mais universal é a diversidade." [ Michel de Montaigne ]

LEIA,
PENSE,
COMENTE!

Obrigada pelo seu Comentário!!