Pedidos

Devolva o sono que me tomou
Traga para mim os risos que lhe concedi

Recompense meus favores
Escute o que eu tenho a dizer
Elogie minha aparência
Sexualize seus atos
Prenda meu corpo
Furte meus sentidos
Trate-me com respeito
Observe minhas manias
Idolatre meu cabelo
Economize no ciúme
Traga-me flores
Apareça de surpresa
Sonhe o que eu sonho
Encontre-me nos delírios
Gargalhe com carinho
Brigue com meu íntimo
Diga que me ama
Diga que me odeia
Aproxime-se definitivamente
Afasta-se para sempre
Converse comigo
Retribua a atenção
Fale sobre mim
Fale comigo
Aja naturalmente
Ignore-me sem perdão
Complete-me
Destrua-me
Faça alguma coisa
Só não abuse do que eu sinto
Não me iluda novamente
Não ouse ter-me só por ter
Faça algo
Oito ou Oitenta
Mas não fique em cima do muro
Porque não suporto mais rolar na cama
Com um coração fervilhando
E a mente desvanecendo
Enquanto as horas carregando-se
Vão arrastadas
Torturando meu cansaço
Causado por seus beijos
Que a mim foram negados


Confira o texto também no RECANTO DAS LETRAS.



This entry was posted on 16 de ago de 2012 . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 . You can leave a response .

Leave a Reply

"Nunca houve no mundo duas opiniões iguais, nem dois fios de cabelo ou grãos. A qualidade mais universal é a diversidade." [ Michel de Montaigne ]

LEIA,
PENSE,
COMENTE!

Obrigada pelo seu Comentário!!