Atemporal

Além do riacho,

Estreito e arredio,
Mora alguém que do presente fugiu,
Do passado apagou,
E do futuro nem quis sonhar.
Vive num limiar
Onde os ponteiros não se tocam,
Onde a areia não escorre,
Flutua.
Pairando nos instantes
Sem maiores expectativas.


Confira o texto também no RECANTO DAS LETRAS.



This entry was posted on 14 de ago de 2012 . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 . You can leave a response .

One Response to “ Atemporal ”

  1. A saudade vai além de qualquer forma de sentimento, as pessoas se vão e nos resta imaginar um destino pra elas,normal ou nao. Afinal, o que é normal?

    ResponderExcluir

"Nunca houve no mundo duas opiniões iguais, nem dois fios de cabelo ou grãos. A qualidade mais universal é a diversidade." [ Michel de Montaigne ]

LEIA,
PENSE,
COMENTE!

Obrigada pelo seu Comentário!!