Passando dos Limites

Já nem sei o que quero:
Se seus beijos de volta,
Ou minha dignidade.
Estou perdida em meio ao meu ego ferido por entre as entranhas de um amor dilacerado.

Nem sei mais o que mereço;
O príncipe sonhado,
Ou você
– Mesquinho,
Agressivo,
Ciumento,
Possessivo.

Honestamente desisti de saber.
Ou sentir.
Ou entender.
Não sei mais o que pensar.
Foi na condenação minha que armei o meu sentimento,
Perdi os sentidos pelo tapa,
E, através de beijos seus o recobrei.

Não sei mais o quero,
Ou alguém que eu mereça,
Ou alguém capaz de amar-me,
Ou alguém que eu possa amar.
Já desisti de querer merecer!


Confira o texto também no RECANTO DAS LETRAS.


This entry was posted on 29 de jun de 2012 . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 . You can leave a response .

2 Responses to “ Passando dos Limites ”

  1. Oi,Karla,Boa tarde!Amei suas poesias,sua sensibilidade,me simpatizo muito com pessoas cuja alma grita e esse grito ecoa.
    Estou iniciando meu blog e também gosto de escrever sem calar a alma,caso queira visitar meu blog e gostar de algo,siga.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Que lindo,Karla!! Bela poesia! beijos,chica

    ResponderExcluir

"Nunca houve no mundo duas opiniões iguais, nem dois fios de cabelo ou grãos. A qualidade mais universal é a diversidade." [ Michel de Montaigne ]

LEIA,
PENSE,
COMENTE!

Obrigada pelo seu Comentário!!