O Universo Encantado de Hans Christian Andersen

Apenas viver não basta, deve-se ter brilho, liberdade e uma pequena flor.
Apaixonei-me pela literatura quando encontrei os contos de fadas. Nascia aí o meu primeiro grande amor, não vejo vergonha em admitir o meu romantismo pueril e ilusório. Os dias que se passavam arrastados para aquela garota arredia ganharam força, colorido e magia dentro daquele universo escapista que se apresentava. Li, primeiro, as aventuras do Sítio do Pica-Pau Amarelo, depois conheci as Fábulas de Esopo - perdidas numa velha enciclopédia -, em seguida esbarrei nos contos do fabuloso dinamarquês que de tão imaginativo sonhou em ser ator, bailarino e cantor; Foi tudo, quando transformou sua estranheza esperançosa em letras: Hans Christian Andersen acalentou minha alma ferida de criança. 

Como eu, Hans veio ao mundo no dia 02 de abril - eu em 1985, ele em 1805. Possuía uma aparência peculiar, singela e com uma pitada de extraordinária, assim como os seus textos atemporais. 

Uma infância seria completamente perdida se durante ela não se ouviu a comovente história de "O Patinho Feio", ou mesmo a inteligente "A Nova Roupa do Imperador", ou ainda a audaciosa "A Pequena Sereia". Hans falava de forma universal sobre temas incômodos, sendo este um dos principais pontos a seduziram-me na literatura dele. Era a voz do belo ofuscado pelos padrões, o fora do comum ganhando vez. Ademais, desenhava escolhas e rejeitados de maneira tão adorável que atingia o ponto sem machucar, somente ensinava.

Abaixo deixo alguns de seus contos:


A história do escritor foi transformada em filme, o musical homônimo de 1952:


A beleza dos textos do dinamarquês pode ser resumida na excepcionalidade perante as inconstâncias diárias, como ele mesmo disse: "Ter sido criado com patos não tem importância, desde que você tenha nascido de um ovo de cisne".


This entry was posted on 2 de abr de 2012 and is filed under , , , , , , , , . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 . You can leave a response .

5 Responses to “ O Universo Encantado de Hans Christian Andersen ”

  1. Olá,

    Com o Hans aprendi a sonhar e penso que ele proporcionou um mundo que nunca passaria perto da minha realidade.

    Beijos.

    Lu

    ResponderExcluir
  2. Um conto que sempre me comove é A Menina dos Fósforos. É tão triste mas ao mesmo tempo tão esperançoso.

    ResponderExcluir
  3. Gostei das dicas Karla!
    Vou procurá-las agora!
    bj!

    ResponderExcluir
  4. Adorava meus livrinhos com as histórias do Hans Christian Andersen.
    Adorei o link, vou ver "O soldadinho de chumbo", esse tinha no meu amado livro q já não existe mais.

    ResponderExcluir
  5. Anderson é sensacional. Ele passou uma temporada em Sintra, Portugal. Estive no casarão em que ficou hospedado. Foi emocionante.

    O Falcão Maltês

    ResponderExcluir

"Nunca houve no mundo duas opiniões iguais, nem dois fios de cabelo ou grãos. A qualidade mais universal é a diversidade." [ Michel de Montaigne ]

LEIA,
PENSE,
COMENTE!

Obrigada pelo seu Comentário!!