Quando a Inspiração vem em Desabafo


Enquanto o sono esvai-se: 
Minha voz interna anda inquieta ansiando por respostas em meio a exaustão. As lágrimas que derramo são estranhamente contidas. Todos ao meu redor sentem o peso de uma existência enfrentando a lástima. Meu corpo, ao contrário dos tempos idos, aquietou-se em agonia. Preciso do silêncio unitário de quem reflete. Alguma inesperada conexão montou-se para que as desventuras recaiam em série. Clamo internamente: "Resignação seja amiga da paciência. Resiliência forme enlace com o otimismo"

Na busca por um prognóstico mais promissor, agarro-me aos momentos de lucidez da alma. Montando listas, fazendo planos, prometendo...

Promessa primeira: 
Não mais hei de culpar terceiros pelos meus infortúnios. Sou um reflexo do mau uso do livre arbítrio. Se hoje experimento da solidão foi porque fugi; Faltou-me coragem e magoei. Apenas eu sirvo de culpada para um sentimento inútil, já que o passado culmina em abandono.

Promessa segunda:
Perceberei as gratificações que já existem. Ainda que anunciem que minha gratidão e meu happy-go-lucky style sejam infundados, abraçarei aquele lado colorido da vida. Ele está aqui, bem sei. Cansei de ignorá-lo.

Promessa terceira:
Encontrarei aquele elemento equivocado de meus atos e mudarei. Talvez uma pitada de pigmento ou mesmo a adição de um novo sabor seja o que baste para melhorar e deslanchar as metas que desejo cumprir em meus dias, não é mesmo?

 

Nós estamos a um pequeno ajuste de distância para fazer nossas vidas funcionarem!


 

This entry was posted on 10 de mar de 2012 and is filed under , , , , . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 . You can leave a response .

6 Responses to “ Quando a Inspiração vem em Desabafo ”

  1. "Preciso do silêncio unitário de quem reflete", achei lindo. Eu quando preciso do silêncio ninguém entende. Ninguém.

    ResponderExcluir
  2. Também preciso cumprir as mesmas promessas principalmente a terceira. Sempre acabo cometendo os mesmos erros.

    ResponderExcluir
  3. "Sou um reflexo do mau uso do livre arbítrio." A frase me srviu como nunca!

    ResponderExcluir
  4. O texto está ótimo. A primeira promessa parece que deveria ter sido feita por mim.

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Excelente blog! Só a título de curiosidade há um agregador de conteúdos chamado Agrega Pais, que é voltado para família, uma ótima forma de divulgar seu blog para este público bem específico.
    http://agregapais.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi, texto profundo, muita sabe doria em suas promessas.Cuide-se bem!!!

    ResponderExcluir

"Nunca houve no mundo duas opiniões iguais, nem dois fios de cabelo ou grãos. A qualidade mais universal é a diversidade." [ Michel de Montaigne ]

LEIA,
PENSE,
COMENTE!

Obrigada pelo seu Comentário!!