Livro de Agosto: Muitas Vidas, Muitos Mestres

Com esta loucura que me foi imposta nos últimos tempos, além dos naturais acontecimentos improváveis, acabei negligenciando uma das minhas sessões aqui do blog: Livro do Mês. Para quem não sabe ou é a primeira vez que esbarra com meu espaço - Seja Bem vindo! -, possuo alguns tópicos fixos, como por exemplo: RedescobrindoAlém da ArteFilmografia em Fotos e Outros. Então, para dar um espaço maior a literatura, uma vez  a cada 30 dias, comento sobre um livro que li neste período. Ou seja, uma obra literária mensal! Assim, em virtude do correr diário, o último post era do mês de julho. Por isto, nesta semana estarei recuperando o atraso e falando sobre os livros que selecionei para cada mês. Então, para agosto havia escolhido uma leitura diferenciada das de costume e me arriscar no científico-espirital
  • Principal Atrativo:
O lado oculto da vida - seja ele real ou não - sempre me atraiu. Uma curiosidade natural pelos eventos não tão fáceis de explicar sempre guiaram meu gosto por livros, filmes e programas. Na situação do livro Muitas Vidas, Muitos Mestres, interessou-me o fato dele ter sido escrito por um psiquiatra (Dr. Brian L. Weiss), achei curioso um médico falar tão abertamente sobre vidas passadas, sobre a presença de mestres, sobre um conhecimento espiritual. Ademais, a afirmação de que o descrito naquelas páginas teria sido uma experiência real, já que as sessões de hipnose - com exceção de detalhes reveladores sobre a paciente em si - teriam sido transcritas em seus termos íntegro, só fez atiçar o meu lado investigativo.

  • História:
Dr. Brian L. Weiss, um psiquiatra e pesquisador consagrado, depara-se com uma nova paciente - Catherine - que o faz rever todos os seus conceitos e crenças. Cético, espantou-se ao tratar dos traumas de Catherine com a hipnose, já que se deparou com o que seriam as vidas passadas dela, além do conhecimento de espíritos mestres transmitindo através da mesma.

  • Opinião:
O Brasil é um país rico em culturas religiosas, e diversificadamente de outros países, parece conviver bem com esta miscelânea. Talvez por isto falar de espíritos soe menos assustador do que em outros locais. Então, quando me indicaram a leitura desta obra não me espantei; Contudo, não imaginei que fosse gostar. Está certo que não posso classificar o livro como algum texto de revolução literária, mas o conteúdo é bem interessante e com uma escrita prática, flui naturalmente, não cansa. Os trechos transcritos soam como falados, o que dá credibilidade para imaginar como seria a sessão - se já presenciou uma hipnose fica ainda mais fácil a visualização. Um dos pontos mais favoráveis é a não imposição de crenças; Apenas busca-se relatar o vivido, sem doutrinas ou catequização. Ainda assim, acredito que uma mente aberta na hora da leitura ajuda a sorver certos detalhes sem julgamento excessivos.

Os elementos fantásticos envolvidos não ofuscam trechos como o que segue:
‎"A sabedoria se alcança de forma muito lenta. Isso porque o conhecimento intelectual, facilmente adquirido, deve ser transformado em conhecimento 'emocional' ou subconsciente. Ocorrendo essa transformação, ela se fixa para sempre. O exercício comportamental é o catalisador necessário para que possa haver essa reação. Sem ação, o conceito se esvazia e desaparece. O conhecimento teórico, sem aplicação prática, não basta.
Assim,  recomendo a leitura aos que duvidam do improvável, acreditando no impossível.

  • Extras:
Se ficou curioso você pode ler o prefácio do livro AQUI, além de ser possível conhecer um pouco mais sobre o trabalho do Dr. Brian L. Weiss em seu SITE OFICIAL.


This entry was posted on 7 de nov de 2011 and is filed under , . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 . You can leave a response .

12 Responses to “ Livro de Agosto: Muitas Vidas, Muitos Mestres ”

  1. Hum tá ai gostei desse livro

    Beijo
    http://marifriend.blogspot.com/
    @Storiesandadvic

    ResponderExcluir
  2. Se o livro tratasse do assunto sob a ótica de ficção, eu me interessaria, ao afirmar que é uma história real, sinceramente, me fez perder a vontade de ler.
    Eu acompanho seu blog, gosto bastante. =)

    http://umlivroqualquer.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Gostei do Livro Mas tenho uma prequiça de ler
    rsrs.

    ResponderExcluir
  4. Legal medicina e hipnose =D

    Leia "Deixados para tras" acho que faz seu estilo
    E eu curti muito xD

    ResponderExcluir
  5. caramba muito bom seu blog..
    se quiser aceito parceria
    http://provasetrapacas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Se antes o seu blog já estava completo, agora com artigos sobre literatura ele está mais do que completo. Livros sempre me interessaram bastante; e este por sinal eu ainda não conhecia. O tema já me interessou bastante, confesso, vou procurá-lo o quanto antes!

    Aliás, teria algum post sobre L. Frank Baum aqui no teu blog? Adoraria ver um texto seu sobre ele.

    ResponderExcluir
  7. Bacana a dica sobre as sessões fixas. Não sabia.
    Abraços

    O Falcão Maltês

    ResponderExcluir
  8. Gostei desta desta sessão literária, eu mais cinéfilo do que qualquer outras coisa, esbarro pela primeira vez com este post =D

    É interessante como você aborda o livro em cada sub-título. Vale uma conferida.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Adorei o post... seu blog é bem informativo!

    ResponderExcluir
  10. Gosto muito desse tipo de conteúdo em livros, principalmente aqueles que aprofundam nosso conhecimento espiritual e nos traz novos significados, mas o problema é que falta tempo para mim e para grande maioria das pessoas... A agitação do dia-a-dia nos impede de fazer um pouco aquilo que gostamos. =]

    ResponderExcluir
  11. olha, gostei da sessão do blog.
    ja faz um tempo que estou tentando fazer algo parecido no meu blog, vou ver se faço tbm.
    sobre o livro e post, nao conhecia o livro e achei a história interessante e sobre o post... o que dizer neh.
    vc escreve mto bem!

    ate breve!!

    ResponderExcluir
  12. segundo comentario aqui hoje e segundo livro que eu não conhecia,aliás eu gosto de ler, mas não sou muito de ler livros

    http://rocknrollpost.blogspot.com/

    ResponderExcluir

"Nunca houve no mundo duas opiniões iguais, nem dois fios de cabelo ou grãos. A qualidade mais universal é a diversidade." [ Michel de Montaigne ]

LEIA,
PENSE,
COMENTE!

Obrigada pelo seu Comentário!!