Dois Momentos Malvados de Bette Davis

Outro dia vi no site da Globo a notícia de que na Novela das 8 - que passa as 9 - a mãe ia servir um rato para a filha grávida. Fiquei  perguntando-me quantas pessoas iriam remeter-se de imediato a fabulosa cena em que Baby Jane - Bette Davis - faz o mesmo com Blanche. Sei que não é de hoje que as novelas fazem uso de tramas cinematográficas, vejo o caso da anterior Insensato Coração que teve as personagens Daisy e Beto inspirados no Flor de Cactus (1969); Todavia, incomoda-me um tanto quando a tal "citação" passa despercebida pelo público em geral. Enfim, assim que esbarrei com aquele anúncio, não resisti e pensei num post Dois Momentos para a diva maravilhosa Bette Davis e seu lado mais "sádico" nas telonas. Acostumada dar ares a figuras vilanescas - inclusive tendo passado pela Hammer -, é constantemente lembrada pelas torturas que impunha a sua irmã em O Que Terá Acontecido com Baby Jane?. Escolhi desta película seu primeiro momento de maldades. Para o segundo, fiz uso da minha memória infantil de Sessão da Tarde e optei por seu último trabalho, o filme B nada prestigioso: A Madrasta. Na cena selecionada há suspeitas de que a madrasta em questão é um bruxa real, um gato faz as vezes do suto - achei apropriado.

Abaixo elenco dois momentos MALVADOS de sua carreira, confiram:



 - 1989 -

"Por que sou tão boa intepretando vilãs? Talvez porque eu não seja uma vilã. Talvez por isso a Joan Crawford sempre interprete mocinhas."

This entry was posted on 22 de nov de 2011 and is filed under , , , , , , , . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 . You can leave a response .

12 Responses to “ Dois Momentos Malvados de Bette Davis ”

  1. adooreii, ficou otimo!

    http://www.hrdoblush.com/

    ResponderExcluir
  2. ela me parece ser uma face da televisão americana, n lembro dela tanto em filmes...

    ResponderExcluir
  3. Caraca, muito bom seu post! Parabens.

    http://blogfunfashion.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Gosto muito desse tipo de citação. Mesmo que quanfo falta a referencia, é legal demais, como você disse o problema é quando as pessoas acham que a ideia é nova e nem sabem que é uma referencia...

    ResponderExcluir
  5. Ótimo post Karla e faço coro a frase final da diva Davis. Aliás, ela sempre foi a trágica mulher nos filmes e nunca enxerguei ela como vilã. Veja bem, em "A Malvada" sempre foi a Anne Bexter a malvada do título e Crawford tb não era santa, rs! Sabemos da revelação de Baby Jane – um clássico inesquecível!

    Gostei da relação com as soup opera da Globo. Hoje em dia insuportáveis!

    Beijos
    :)

    ResponderExcluir
  6. Muito bom.
    Obrigado pela visita e tenho certeza que vc vai gostar da animação.
    Abç e bons filmes.
    Maxx.

    ResponderExcluir
  7. Uma atriz maravilhosa *-*

    Blog Atualizadoo!!! Dá uma passadinha lá, vs vai adoraar!!!!

    http://echidellanima.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Verdadeira diva da dramaturgia mundial!!!

    ResponderExcluir
  9. do tempo em que as pessoas diziam o que tinham pra dizer sem meias palavras, rs. genial a citaçao final.

    http://banquetedosmendigos.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Post indicado para os melhores da semana. http://blogsdecinemaclassico.blogspot.com/2011/11/links-da-semana-21-27-de-novembro.html

    ResponderExcluir

"Nunca houve no mundo duas opiniões iguais, nem dois fios de cabelo ou grãos. A qualidade mais universal é a diversidade." [ Michel de Montaigne ]

LEIA,
PENSE,
COMENTE!

Obrigada pelo seu Comentário!!