10 Mães Apavorantes do Cinema

A figura materna de forma geral é associada a zelo e carinho; Aquele ser disposto a tudo pelo bem estar de sua "cria". Contudo, as pessoas são falhas, obscuras e imprevisíveis. Verdade seja dita, estamos distantes do que é tido como ideal. Como o cinema terror é baseado nos equívocos de caráter, nas más escolhas e - é claro - no lado sombrio da humanidade, obviamente que as Mães não fugiriam a regra. Para comprovar tal, fiz uma lista com 10 das Mães Mais Apavorantes do Cinema; Confira:


Mrs. Bates
Psicose (1960)
E quem é a pedra basilar das mães insanas? Claro que um fruto de uma película sob o olhar da mente inquieta de Alfred Hitchcock! A história deste jovem que sofre com a dominação da mãe e seus resultados extremos é tão bem trabalhada que acabou abrindo precedentes até hoje seguidos.

Lucy Harbin
Almas Mortas (1964)
Aqui a mãe do filme foi internada em um Hospital Psiquiátrico após matar seu marido e a amante dele com machadadas - detalhe, na frente da filha. Após 20 anos de internação ela é liberada e se reúne com a filha, já adulta. Contudo, as mortes voltam a acontecer... Coincidência?

Margaret White
Na minha sincera opinião esta é a PIOR mãe dos cinemas (e literatura)! Usando da religião como desculpa para torturar a pobrezinha da Carrie, deixa claro que o fato desta ter nascido mulher já era por si só pecado. Abusiva ao extremo - louvores para Piper Laurie que está surreal no papel -, com certeza não facilitou para a filha, que além de sofrer bullying no colégio era telecinética. Como é que Carrie teria alguma chance com uma mãe destas?

Mrs. Wadsworth
The Baby (1973)
Mais uma mãe abusiva para a lista, esta acompanhada de suas duas filhas. Este terror cult com ares de drama, conta a história de uma assistente social que tenta ajudar um garoto de 21 anos vivendo como um bebê, literalmente. Proibido de falar, andar e crescer intelectualmente por seus familiares, fica num berço e é submetido a castigos.

Vera Cosgrove
Fome Animal (1992)
Quem diria que Peter Jackson sairia do Gore para o Oscar! Nesta película de zumbis, com boas doses de sustos, humor e gosma, Vera Cosgrove se mostra uma mãe castradora e dominadora - até mesmo depois de "morta". 


Beverly R. Sitphin
Uma mãe suburbana esconde um seguredo: É uma Serial Killer! Nesta sátira com pitadas de horror de John Waters - aquele de Pink Flamingos - traça-se o perfil de uma verdadeira psicopata. Alguns detalhes do filme são inesquecíveis, como a referência ao Almas Mortas, acima citado.


Gertrude Baniszewski
Baseado em uma história real, este drama - que para mim soou como terror psicológico - conta a história desta garota deixada pelos pais aos cuidados de Gertrude, uma mulher amargurada e sem vocação para ser mãe, em que pese tenha vários filhos. Os abusos cometidos por ela e/ou incitados pela mesma a serem cometidos pelas outras crianças são revoltantes. Neste link você pode ler sobre o crime real. 


Mrs. Pamela Voorhees
Ah... Não dava para deixar de comentar sobre a mãe de Jason. Esta sim é a verdadeira percursora da franquia. e tudo isto por vingança! Aparentemente, talento para a matança pode ser genético.


Joan Crawford
Você pode me perguntar: Mas, a atriz Joan Crawford? Ela mesma, sob a ótica da filha que escreveu uma biografia chamada Mommie Dearest, contando todos os abusos que sofreu por parte da estrela. Nos anos 80 levou-se a história para o cinema. O quanto disto é real, não sei. Mas, com certeza a Joan Crawford retratada no filme é uma mãe apavorante! No blog La Dolce Vita há um post bem interessante comentando sobre o filme.


Dorothy Yates
Frightmare (1974)
Nesta produção inglesa a matriarca da família é completamente desajustada. Assassina por compulsão, nem  o tempo em que foi internada ajudou. ao retornar para a sociedade mantém os antigos e pavorosos hábitos. 


Só para terminar de dar o tom desta lista, deixo aqui o bom e assustador curta metragem espanhol intitulado Mamá:


This entry was posted on 20 de out de 2011 and is filed under , , , , , , , , , , , , . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 . You can leave a response .

14 Responses to “ 10 Mães Apavorantes do Cinema ”

  1. Acertou em cheio, Karla. Para mim, a pior de todos é a mãe de Carrie.

    O Falcão Maltês

    ResponderExcluir
  2. E a mãe dos lobisóme? Deve ser bem ruim pra dar cria num lobisóme.

    ResponderExcluir
  3. ai jesus, quantas mães ruins, num assisti nenhum desses filmes,ksksksks beijos, passa lá? http://nacaoesmaltada.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Muito bom post !

    http://meeninasmulheres.blogspot.com/2011/10/doce-amargo-amor.html

    ResponderExcluir
  5. essas daí não servem nem um pouco para ser mães

    http://rocknrollpost.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Interessante a sua postagem, nunca tinha lido sobre essa temática e essas histórias são as que são totalmente contrárias a figura que deve ter uma mãe que é de carinho...Infelizmente existem mães deste modo, pela televisão, em noticiários vemos mães que são monstros. Gostei da postagem! =D

    Abraços.
    Boa Tarde!

    ResponderExcluir
  7. É todos os blogueiros tem seus top five muito bom esse... Deve ter dado um bom trabalho ,mas a pratica é amiga da perfeição...

    ResponderExcluir
  8. Eu amo a minha mãe, mas fui criado pela minha Avó. Rs!

    Lindo e maternal post Karla.

    Todos os filmes do Hitchcock acaba tendo um personagem mãe. 'Psicose' é um marco, mas de todas as mães da obra do mestre, eu adoro as mães de Jessie Royce Landis de Ladrão de Casaca e Intriga Internacional. Claro, apenas possessivas!

    Adoro a franquia Sexta-Feira 13 justamente pela Senhora Voorhes e gostaria de ver a BMW que a Betsy Palmer comprou, rs!

    De fato, a mãe de 'Carrie' é a mais terrível!

    Bjs;)

    ResponderExcluir
  9. A que acho mais emblematica de todas é a do filme Psicose, mas a que mais me divertiu foi justamente a de Fome Animal, não dá para ter simpatia com ela, rsrs

    Grande abraço

    ResponderExcluir
  10. Uma selecção espectacular. Mas, para mim, a pior das mães ainda é Mrs. Bates. Que males terá ela provocado ao filho para o tornar num assassino?
    Abs.

    ResponderExcluir
  11. Karla; mas que seleção foi essa? Ótima!
    Fica difícil opinar sobre cada uma dessas mães; mas faço das palavras de Letitia Morgan minhas palavras; a pior é Mrs. Bates.

    ResponderExcluir
  12. Já tinha visto o curtinha e morri de meda, hehehehe! Excelente lista, Karla -- fiquei impressionadíssima com o filme "Baby", do qual nunca ouvira falar. Já vi "Mamãezinha querida" e é, de fato, uma aula de assédio moral e terror psicológico. Beijíssimos, sucesso e bons filmes!

    ResponderExcluir
  13. Assistindo,um por um os vídeos,eu acho que eu vou agradecer para o resto da vida a minha mãe ser uma superprotetora level "soft",porque essas daí...Eu acho que se eu tivesse numa situação dessas,a coisa não ia prestar! Mas nem que eu morresse de qualquer outro fator,mas nem a pau que eu ficaria sob o mesmo teto que essas criaturas! Eu já estava abalada por ter visto um filme antigo de um bebê monstro mas havia esquecido que também existem as mães monstras! Quem dera elas se restringissem apenas ao mundo cinematográfico não é mesmo Karla? Se eu pudesse escolher,elas só existiriam no telão do cinema! As minhas escolhidas são as mães de Psicose,a de Sexta-Feira 13,Carrie,a Estranha e Fome Animal!São as que me inspiram mais pavor,se bem que as outras não ficam muito atrás! Excelente postagempara esse dia,adorei porque fugiu do convencional! Beijocas!

    ResponderExcluir
  14. é relembrando alguns destes filmes que agradecemos ainda mais pela mãe que temos... Eu incluiria a mãe da Nina de Cisne Negra a esta lista...

    ResponderExcluir

"Nunca houve no mundo duas opiniões iguais, nem dois fios de cabelo ou grãos. A qualidade mais universal é a diversidade." [ Michel de Montaigne ]

LEIA,
PENSE,
COMENTE!

Obrigada pelo seu Comentário!!