Culpa de Seus Olhos Rochester!

O trecho acima faz parte do livro Jane Eyre de Charlote Brönte - irmã de Emily Brönte, conhecida pelo O Morro dos Ventos Uivantes. Naquela obra conta-se a história de Jane, uma garota órfã e odiada pela tia, que é enviada a uma escola onde se torna professora. Apenas sai do local após 8 anos, quando resolve tornar-se preceptora da jovem Adèle, pupíla de Edward Rochester. Jane e Edward logo se apaixonam e decidem pelo casamento. Só há um problema, ele já é casado. Assim, em meio a uma ambientação gótica, característica das irmãs Brönte, a trama desenrola-se.

Rochester - como dá conta a descrição acima - é dono de uma sensualidade perigosa e apaixonante. Num jogo de escolha entre o sentir e o agir, a sua complexidade pessoal torna-se evidente. Os seus defeitos somente fazem acentuar a ligação surgida com Jane. Agora, imagine sentir o olhar sombriamente sexy de Rochester perseguindo seu ser... É, poucas iriam resistir em desvendar a paixão inerente e escondida em sua alma pesada. Pensando nisto, resolvi fazer um elenco com 10 - dos vários, já que a primeira adaptação da obra é datada de 1910 - Edward Rochester que as telas já nos cederam.

Confira:


(1943)

(1952 - Versão Indiana do Livro )

(1956 - Minissérie)

(1970 - Filme para TV)

(1973 - Minissérie)

(1983 - Minissérie)

(1996)

(1997 - Filme para TV)

(2006 - Minissérie)

(2011)


Qual o seu Rochester Preferido?


This entry was posted on 6 de set de 2011 and is filed under , , , , , , . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 . You can leave a response .

22 Responses to “ Culpa de Seus Olhos Rochester! ”

  1. Todos tem seus encantos mas não dá pra preterir Michael Fassbender!
    O livro é incrivel e suas adaptações são ótimas. Não sabia a havia tantas.
    Abç ;D

    ResponderExcluir
  2. Muito interessante e informativa sua postagem!! O pouco que já vi sobre esta obra prima achei interessante!! Parabéns

    ResponderExcluir
  3. n curto mto filmes antigos n, mas um q gosto é o dracula de bram stoker de 1931...

    ResponderExcluir
  4. to meio por fora desse assunto, mas a informação é válida

    ResponderExcluir
  5. Esse livro é maravilhoso ...mas prefiro a outra irma, Emily Brönte.

    ResponderExcluir
  6. Se fot tão belo como O morro dos ventos uivantes que conhecer melhor! *__*
    http://oicarolina.wordpress.com

    ResponderExcluir
  7. Nossa... São tantas adaptações que nem tem com escolher a menor. Mas gostei de saber mais sobre essas coisas maravilhosas das quais você posta.
    http://lollyoliver.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  8. Nossa... São tantas adaptações que nem tem como escolher a melhor. Mas gostei de saber mais sobre essas coisas maravilhosas das quais você posta.
    http://lollyoliver.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  9. legal , eu gostei muito desse ultimo filme dele!!

    ResponderExcluir
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  11. Muito interessante...

    Sou das que primeiro precisa ler o livro, para depois assistir o(os) filme(s) baseado(s), e tirar conclusões... Preciso ler o livro, para ontem!!!

    Adorei o teu blog! Parabéns!

    http://quandotahescuro.blogspot.com/2011/09/stilo-artesanal-nova-parceria.html

    Sucesso!

    ResponderExcluir
  12. Nunca tinha visto esse homem ,mas acho até que as obras dele dever ser boas para pessoas comuns.....

    ResponderExcluir
  13. Bastante conteudo!
    Vou procurar a obra pra ler.

    arenasaude.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. O Michael Fassbender!!! Claro!!!
    Sem pestanejar!!

    ResponderExcluir
  15. Que delícia de postagem.. eu assisti apenas uma delas.. mas já procurei pela adaptação de Fassbender, tenho gostado das atuações dele.. Abraço!

    ResponderExcluir
  16. A primeira vez que li o "Morro dos Ventos Uivantes" foi em 2009, já tinha ouvido comentarios de amigos, mas não sabia que era um romance tão bom e cheio de uma sensualidade de combustão. As adaptaçoes para cinema não me impressionaram tanto, pois sou um daqueles que não larga um livro para nada, e as vezes se decepciona com versoes cinematograficas, quando não conseguem transpassar a autenticidade do livro.

    Obrigado pela visita. Estou seguindo !

    Beijão.

    ResponderExcluir
  17. Olá! Adorei seu blog, muito criativo! Gosto muito de Orson Welles e Joan Fontaine na versão de 1943. Também tenho um blog e gostaria que vc desse uma olhada. O endereço é: http://www.criticaretro.blogspot.com/ Passe por lá! Lê ^_^

    ResponderExcluir
  18. Sem dúvida nenhuma, meu preferido é Timothy Dalton.

    ResponderExcluir
  19. Michael é o Rochester (na minha opinião) mais irresistível rs...

    ResponderExcluir
  20. Michael é o Rochester (na minha opinião) mais irresistível rs...

    ResponderExcluir
  21. Michael é o Rochester (na minha opinião) mais irresistível rs...

    ResponderExcluir

"Nunca houve no mundo duas opiniões iguais, nem dois fios de cabelo ou grãos. A qualidade mais universal é a diversidade." [ Michel de Montaigne ]

LEIA,
PENSE,
COMENTE!

Obrigada pelo seu Comentário!!