Filme de Mulherzinha: Casamento Grego

Toula & Ian
Sou do tipo bem eclética quando o assunto é cinema; Por tal, aviso adorar um bom terror Trash (paradoxal, não?) tanto quanto uma açucarda e batida história de amor. Neste contexto, afirmo que todos temos uma certa cota de películas das quais experimentamos uma overdose das incontáveis vezes que revemos. Bem como, toda a mulher (ou pessoa com tendenciosas paixões platônicas, para ser mais justa), possui a sua lista de comédias românticas, das quais doses cavalares de um absurdo amoroso só servem para mais vezes serem revistas. Eu tenho as minhas, confesso. Por isto, resolvi falar sobre um destes ditos "Filmes de Mulherzinha" que adoro rever:


Família estranha? Sim, todos temos. É quase impossível cogitar alguém que tenha passado pelos ritos familiares sem ter experimentado um momento constrangedor, como aquele em que a sua tia começa a contar histórias assustadoramente inconvenientes. Imagine esta "estranheza" em ZOOM jogada com muito humor na telona, este é o charme de Casamento Grego. Nia Vardalos - com o apoio financeiro de Tom Hanks - transformou vivências pessoais - aparentemente o sabor grego é acentuado nas loucuras - em uma comédia semi-autobiográfica hilária, encantando pela similaridade com o "real". 

A família resulta na base da construção do indivíduo. E como toda a instituição, em troca, mesmo que o contrário se diga, cria certas expectativas. No caso de Toula Portokalos (Nia Vardalos) era a de ser uma boa garota grega: Casar com um grego, ter filhos gregos e alimentá-los até o fim de suas vidas. Para uma menina que crescia sob a luz do ideal americano esta pressão resultou numa retração, a qual se transmutou em força motora para a desassociação; Toula queria mais para sua vida e correu atrás. Neste trajeto ela conhece Ian (John Corbett), completo oposto de seus congênitos. Agora, o amor e a família terão de aprender a conviver com suas diferenças.


Em que pese se trate de uma comédia romântica e a sintonia de Nia Vardalos e John Corbett faça com que torçamos pelo casal, são as personagens secundárias que dão vida a esta película. Impossível esquecer dos insights da Tia Voula (Andrea Martin), do carinho gigantesco da mãe de Toula (Lainei Kazan), da solução para qualquer problema de pele e doença concedida por seu pai (Michael Cosntantine - Windex neles! -, da avó que foge de casa por achar que está em guerra, do estilo da prima Nikki (Gia Carides), ou mesmo das aprontadas do irmão de Toula.

Assim, o que se tem é um roteiro bem amarrado, despretensioso e com um "q" de stand up, capaz de agradar os mais variados públicos; E, sem ser uma obra prima, cria cenas memoráveis, como as que estão compiladas no vídeo - Contém SPOILERS - abaixo:


Então, se você está no clima de curtir uma boa comédia romântica, seja com seu amado(a) ao lado, seja sozinho(a), seja curtindo uma fossa... Que tal abraçar a loucura familiar e sonhar com um grande...

Casamento Grego?


This entry was posted on 3 de ago de 2011 and is filed under , . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 . You can leave a response .

16 Responses to “ Filme de Mulherzinha: Casamento Grego ”

  1. nossa meu bem legal esta postagem.

    vídeo bacana.

    Se puder passa lá:


    http://espacoxboxbr.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Adicionei seu banner la, Agora adiciona o meu ai :
    http://espacoxboxbr.blogspot.com/
    obrigado

    ResponderExcluir
  3. Esse filme é uma graça!
    Leve e divertido.
    Boa dica!
    bjos!!!

    ResponderExcluir
  4. Karla,

    estava com saudades tuas, não passava por aqui há algum tempo mas sabes que te adoro.

    anda não vi esse filme, mas fiquei com muita vontade.

    beijo


    http://fogodeletras.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Essa filme é muito enraçado, e muito bom também.
    Beijos adoro seus posts.
    =*

    ResponderExcluir
  6. Eu adoro esse filme! Ele é fantástico! Os costumes gregos lembram o jeito do brasileiro lidar com as coisas... família é sempre uma diversão!
    Passa lá?
    http://uaimeu10.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Eu amo esse filme, e o seu blog é simplismente perfeito, parabéns!
    Obrigado por comentar no Shampoo de Menina
    Beeijos

    ResponderExcluir
  8. hha..muito bom o post!!..tah de parabens...

    "Nunca houve no mundo duas opiniões iguais, nem dois fios de cabelo ou grãos. A qualidade mais universal é a diversidade." [ Michel de Montaigne ]

    haha..gostei dessa..fico bom..

    seguindo vc..passa lah e segui depois..

    sucesso..abraço!!

    http://ipinformundo.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Realmente dentro do que vc definiu como "filme de mulherzinha", esse é um exemplar ótimo. Um filme muito bom e divertido mesmo!

    http://estacaoprimeiradosamba.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Mais antiguinho *--*


    http://things-and-things.blogspot.com/2011/08/happy-birthday-fabiulah.html
    *-*

    ResponderExcluir
  11. Eu também sou bem eclética em relação a cinema E confesso que amor uma com´dia romantica. Muitas são tão batidas que você já sabe o meio e o fim só na primeira cena. Mas quem nunca quis viver pelo menos uma daquelas histórias né?! Acho que por mais que sejamos idependentes hoje em dia, todas amamos um romance de vez em quando.

    - http://fernandaamylice.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. também sou bem etletica em relação ao cinema, aforo um romance...tanto quanto um terror

    ResponderExcluir
  13. Adoro essa categoria do teu blog; destaca sempre filmes leves e de excelente qualidade. "Casamento Grego" não foge a regra, conseguindo entreter e divertir, com uma história leve, engraçada e bonita.

    Uma boa dica pra quem ainda não assistiu e uma dica que, pra quem assistiu (como eu!) deixa cheia de vontade de rever.

    ResponderExcluir

"Nunca houve no mundo duas opiniões iguais, nem dois fios de cabelo ou grãos. A qualidade mais universal é a diversidade." [ Michel de Montaigne ]

LEIA,
PENSE,
COMENTE!

Obrigada pelo seu Comentário!!