Discos Essenciais: Anos 60

Os Anos 60 foram incrivelmente frutíferos quando o assunto é cultura pop, sendo especial no campo musical, o qual veio para firmar a nova leva de clássicos, de posturas, de surgimento da juventude com voz, consciência e dissociada do âmbito familiar. Daí o encantamento de tantos com este período. E justamente nesta década é que continuo com o especial de Discos Essencias, inspirado no livro 1001 Discos para Ouvir Antes de Morrer e que contará com 6 postagens: Cada post será separado por década, e de cada um destes períodos selecionarei 3 álbuns que adoro e acredito serem atemporais e imperdíveis. Desta forma, a escolha é bem pessoal; Caso queria conferir os restantes da década basta clicar AQUI.

Começando, listo a seguir os 3 Discos - dos citados pelo autor do livro - que mais gosto de ouvir da Década de 60:


The Freewheelin' Bob Dylan - Bob Dylan (1963)
Há um tempo atrás fiz um Redescobrindo com Bob Dylan comentando sobre a utilização de suas músicas em filmes, lá já havia comentado da importância deste disco para o Folk, sendo o mais influente do gênero. Não bastasse isto, o álbum foi selecionado pela revista Rolling Stone como o 97.º entre os 500 Melhores Álbuns de Todos os Tempos; E não é para menos, com canções como a antológica Blowin' in the Wind, a excelente Don't Think Twice, It's Alright e a suave Girl From the North Country só poderia receber reconhecimento!   

Ouça a Playlist:


Controverso e somando forças como Lou Reed, Nico e Andy Warhol este disco é Cultura Pop pura! Só pela capa - aquela da banana - já dá para se ter uma ideia do que esperar: Experimentalismo. Ainda que na data de seu lançamento o álbum não tenha sido bem recebido pelo público, ao longo dos anos tornou-se um dos trabalhos de rock mais influentes e bem-sucedidos de crítica, estando no 13.º lugar do ranking criada pela revista Rolling Stone dos 500 Maiores Álbuns de Todos os Tempos.

Ouça a Playlist:


Abbey Road - The Beatles (1969)
Escolher apenas um dos diversos trabalhos dos Beatles é tarefa quase impossível, melhor dizendo, é impossível. Mas, em se tratando de gosto pessoal - em especial pela minha afeição por George Harrison -, tenho que falar de Abbey Road. Além de possuir a capa mais copiada do mundo, também foi o disco em que  George se firmou como compositor, vide as canções Something e Here Comes the Sun; Fora que é ótimo de se escutar. 

Ouça a Playlist:




This entry was posted on 6 de jul de 2011 and is filed under , , , , . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 . You can leave a response .

17 Responses to “ Discos Essenciais: Anos 60 ”

  1. De muito bom gosto essa seleção, menina! Vou dar uma orelhada agora, até pq faz tempo q num ouço Dylan.

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  2. Own *_* jÁ FIIZ UM TRABALHO SOBRE ANOS 60...
    É um ótimo assunto ^^
    http://cantinhocomtudo.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. aah mt bom *-*
    vc tem um bom gosto,
    adoro o Dylan

    ResponderExcluir
  4. Sou louca pelos velhos tempos,
    vou ficar na espera.

    Bjo ;)

    ResponderExcluir
  5. Caraca, você tá por dentro mesmo das questões musicais na história (:D) Me senti um sem cultura! De fato, nunca escutei os artistas citados acima, vou seguir a dica e escutá-los né.

    Meus parabéns pelo incrivel post e pelo maravilhoso blog.

    Abraços.

    andersonyankee.wordpress.com
    @andinhoyankee

    ResponderExcluir
  6. O que é melhor do que a música dos anos sessenta tanto nacional quanto internacional?
    Muito bom.
    Visite, siga ou comente: http://izaiasgodinho.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. ADORO "Here comes the sun", "Because", "Carry that weight", "The end"... Obra-prima, inteirinho! Beijos e sucesso! The love you take is equal to the love you make! ;-)

    ResponderExcluir
  8. Com certeza Abbey Road é O DISCO da década de 60 ;D

    ResponderExcluir
  9. A década de sessenta, principalmente no final, foi palco de importantes quebras de paradigma. No Brasil, no ano de 68 representou uma involução com o AI5 - a censura imposta pelo então presidente militar Costa e Silva. Mas foi exatamente nesse contexto que a música popular brasileira, tentando furar o bloqueio - e o filtro - da censura, produziu jóias raras no movimento tropicalista. Devemos à ditadura o nosso chico, por exemplo. Mesmo com tanta tristeza, como já sabemos... Já na Europa, especificamente na França, o maio deste mesmo ano, 68, fervilhava, com as sucessivas reivindicações pela liberdade cultural. Devemos ao maio de 68 a geração beat, dentre outros significantes alavancadores de nossa memória e cultura atuais. Abraços.

    ResponderExcluir
  10. Voltando para elogiar seu belo blog :D

    ResponderExcluir
  11. Não conheço muito esses artistas, mas ouvi algumas músicas e gostei.

    ResponderExcluir
  12. Época maravilhosa!
    Dava gosto comprar os discos.
    Beatles é clássico, obrigatório.

    Esta sequência de décadas está ótima.

    ResponderExcluir
  13. Gosto muito do Abbey Road, mas todos são fantásticos. Parabéns pelo blog, definitivamente profissional, não tem nem muito o que falar.

    Bjus

    ResponderExcluir
  14. Anos 60 foram foda! Surgiram Beatles, Rolling Stones, Led Zeppelin, Deep Purple, Jimi Hendrix, Janis Joplin, entre várias outras bandas. Seu Blog é Show!

    ResponderExcluir
  15. Sim, muito bom gosto mesmo, gosto de todos eles *-*

    ResponderExcluir

"Nunca houve no mundo duas opiniões iguais, nem dois fios de cabelo ou grãos. A qualidade mais universal é a diversidade." [ Michel de Montaigne ]

LEIA,
PENSE,
COMENTE!

Obrigada pelo seu Comentário!!