Olympia - Inspirada no Quadro de Édouard Manet

Vi textura
- Sombra e luz -
A cada curva de seu corpo,
Na alma nua que transpus.
Experimentei sensualidade em sua alva pele;
Uma pitada de mistério desvendado.
Foi em Olympia que descobri
A minha despudorada
Vênus de Urbino. 

Confira o texto também no RECANTO DAS LETRAS.



This entry was posted on 23 de mai de 2011 . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 . You can leave a response .

Leave a Reply

"Nunca houve no mundo duas opiniões iguais, nem dois fios de cabelo ou grãos. A qualidade mais universal é a diversidade." [ Michel de Montaigne ]

LEIA,
PENSE,
COMENTE!

Obrigada pelo seu Comentário!!