Obstáculos do Coração

Estranho o que me faz questionar você.
Somos tons polidos em rota de colisão,
Alimentando esperanças com promessas vazias.
Eu gosto de você.
Você gosta de mim.
O que isto significa?
Algo real ou prêmio de consolação?
O espaço que nos separa
Soa maior do que realmente é,
Parece menor que o pensamento.
Vivemos de eternos "Últimos Adeus",
De recorrentes "Ois".
O que fazer com a lacuna nas respostas?
O que fazer com as inócuas perguntas?
O que fazer com nós dois:
Desejo e Dúvida?
Moramos nas entrelinhas.


Confira o texto também no RECANTO DAS LETRAS.



This entry was posted on 23 de mai de 2011 . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 . You can leave a response .

3 Responses to “ Obstáculos do Coração ”

  1. Um texto de vigor estético bastante interessante.

    ResponderExcluir
  2. Cacete!
    Isso foi de encontro a mim como um tapa.

    Muito bem escrito!

    ResponderExcluir

"Nunca houve no mundo duas opiniões iguais, nem dois fios de cabelo ou grãos. A qualidade mais universal é a diversidade." [ Michel de Montaigne ]

LEIA,
PENSE,
COMENTE!

Obrigada pelo seu Comentário!!