Livro do Mês: O Processo

Continuando mais uma das minhas sessões aqui no blog: Livro do Mês. Para quem não sabe ou é a primeira vez que esbarra com meu espaço - Seja Bem vindo! -, possuo alguns tópicos fixos, como por exemplo: RedescobrindoAlém da ArteFilmografia em Fotos e Outros. Então, para dar um espaço maior a literatura, uma vez  a cada 30 dias, falarei de um livro que lerei neste período. Ou seja, uma obra literária mensal!

Uma vez que março e abril foram meses de extrema correria para mim, acabei deixando de lado minhas leituras. Contudo, para reativar este momento do blog em grande estilo, selecionei o trabalho de Kafka: 


Principal Atrativo:
Quando se está procurando algo para ler, sempre há um atrativo primário, onde cada pessoa vai buscar o que julga mais interessante para si, para seu momento, para sua visão de vida. Na situação do livro O Processo, foi a sinopse que me chamou atenção, tratando de um homem que se vê processado sem qualquer conhecimento de qual seria a acusação. Como sou advogada, perceber o lado do leigo atraiu-me. Todavia, sabendo que a obra saiu da mente de Franz Kafka, restei ainda mais intrigada. Afinal, as suas narrativas são sempre permeadas de uma dualidade pungente e analítica, o que, com certeza, traria uma visão particular a trama. 


História:
Imagine o terror: Num dia qualquer você acorda com a notícia de que está sendo investigado e processado por algo. Entretanto, ninguém o informa de qual seria esta acusação, impossibilitando qualquer defesa. O que fazer? É justamente neste ponto que se inicia a trama da obra, quando um homem percebe sua vida abalada sem conhecer os motivos para tais. Desde o autoritarismo do sistema até a busca - variando em esperança e desalento - pela verdade são retratados com singularidade no decorrer da publicação.


Opinião:
Nem sempre um livro excelente resulta em uma leitura leve. Há casos em que o conteúdo é tão denso que enquanto causa perplexão, confunde. É neste ritmar que segue este livro, encantando e "martirizando" o leitor.

Um ponto interessante para se analisar antes da própria leitura é que se trata de um "manuscrito inacabado" de Franz (1883-1924), o qual teria entregue a um amigo pessoal em 1920 e somente foi publicado - editado por este amigo - após a morte do autor em 1925. Pelo menos na edição que eu tenho há uma explicação quanto a estes pormenores, o que facilita a compreensão do texto, um dos mais desorientados e imersos de Kafka.

Logo de cara é possível notar a crítica aberta ao sistema judiciário vigente à época, destacando a uniteralidade e falta de um acesso compreensível a tal, in casu, a clara impossibilidade proposital de defesa. Aprofundando-se no contexto do lavrar, fica evidente o alcance há um leque de outras questões, inclusive filosóficas; A exemplo da constante afirmação de inocência, como saber se é real quando se desconhece o delito imposto?

Enfim, uma obra a ser saboreada nos detalhes e questionada ainda mais - seja pelo âmbito de um sistema déspota, seja fazendo um paralelo com a atualidade, seja por uma visão filosófica.


Extras:
Há uma versão cinematográfica do livro chamada O Processo (1962), feita por Orson Welles e contando como ator principal Anthony Perkins (Psicose). Em 1993 fez-se um remake da película citada, desta vez contando com Anthony Hopkins. Fugindo da 7.ª Arte para os Quadrinhos, temos o trabalho de Guido Cepax que, em 1999, transformou o livro em um graphic novel.


This entry was posted on 31 de mai de 2011 and is filed under , , . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 . You can leave a response .

13 Responses to “ Livro do Mês: O Processo ”

  1. Parece ser bem interessante esse livro *-* amo demais a ler, mas ando tão sem tempo que não consigo :\ isso é ruim! porque no final perde o costuma!
    gostei do seu blog, muito bom :D

    ResponderExcluir
  2. Putz... Kafka... esse livro me interessou muito, porém como você, estou sem tempo até para o meu blog... muitos trabalhos da pós...
    bjão... e até a próxima visita.

    ResponderExcluir
  3. Amo esse tipo de leitura, um livro que vale e pena e está com um preço bom! Assim que tiver oportunidade verei um modo de ler... gosto de livros e quencantam e martirizam! rsrs...

    ResponderExcluir
  4. Kafka é um dos grandes gênios que me acompanham e me inspiram no exercício de minha escrita. Belo texto crítico-literário! Apresentou muito bem a obra e fez o essencial: Instigar a leitura, convidando mais leitores para Kafka. Parabéns!

    ResponderExcluir
  5. Interessante! Não seria um gênero ao qual eu escolheria apenas olhando a capa, mas lendo as suas percepções, fiquei interessado!! Bacana a dica!!

    ResponderExcluir
  6. Do Kafka eu li apenas "A metamorfose"...

    O mundo pode ter mudado, mas o sistema judiciário atual, ainda é o mesmo que na época de Kafka...

    Se não for pior ainda...

    Depois que eu ver todos os filmes da minha 'listinha', quem sabe não sobra um 'tempinho' para ler 'O Processo'...

    ResponderExcluir
  7. Mais uma bela postagem!
    Muuuito boom seu blog :D

    ResponderExcluir
  8. Muito bacana a indicação. Tinha conhecimento desse livro, mas nunca me interessou (até então) lê-lo.

    Vou procurar por aqui.

    Beijos, Misunderstood.

    ResponderExcluir
  9. Eu gosto de ler! :} Principalmente quando estou sem muita coisa pra fazer, rsrs! Beijos, beijos :*


    http://diarioda-tati.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Mais um pessoa a me indicar esse livro uma hora minha implicância será vencida.

    Abs,

    ResponderExcluir
  11. Grande indicação, vou procurar ler este livro. Continue indicando estas boas leituras que estou seguindo teu blog.

    Sucesso e fique com Deus

    ResponderExcluir
  12. Vou procurar pra ler! Sou viciado em leitura.

    TClassic
    www.ozmosecerebral.com.br

    ResponderExcluir

"Nunca houve no mundo duas opiniões iguais, nem dois fios de cabelo ou grãos. A qualidade mais universal é a diversidade." [ Michel de Montaigne ]

LEIA,
PENSE,
COMENTE!

Obrigada pelo seu Comentário!!