Assunto Sério: Humanitarismo Não Possui Religião

http://www.invisiblechildren.com/homepage
Um blog possui diversos fins. De modo geral, o humor e o entretenimento estão entre os assuntos mais abordados - inclusive por aqui. Nada contra um conteúdo voltado para a diversão - seria hipocrisia se houvesse -, contudo, há momentos em que se torna inevitável abordar um tema mais complicado/polêmico.

Foi pensando nisto que há um tempo criei a sessão no Nascida em Versos chamada: Assunto Sério.

Hoje, inicio mais uma postagem nesta linha. Confesso que tive dúvidas sobre falar do tema escolhido pela possibilidade de ser má-interpretada; Afinal, religiosidade trata-se de um tópico controverso e muito pessoal. Todavia, por conta de algo que me disseram, não pude ficar inerte.

Dia destes ouvi duas mulheres - desconhecidas - conversando sobre o filme do Chico Xavier e Espiritismo. Com total desconhecimento de causa faziam comentários maldosos sobre esta filosofia e saíram com a pérola: "Dizem que ele ajudou muita gente. Que nada! Não importa o que ele fez; Ela era espírita, então, não conta." Juro que fiquei com uma vontade de discutir....

Poxa, qual é a lógica de valorar os feitos de uma pessoa através de sua crença? O humanitarismo parte de pessoas capazes de doar-se e compreenderem a importância de uma causa, de uma efetiva ação. A religiosidade pode ser a base da  formação pessoal; Mas, não é limítrofe para atos voluntariosos. Pensando nisto, resolvi montar uma lista de 08 Indiscutíveis Personalidades de Ações Humanitárias e/ou Pacifistas, bem como o seu posicionamento religioso, com o intuito de demonstrar que a caridade e luta vai além de rótulos religiosos.

Ressalto que meu objetivo com esta postagem não é fazer apologia a nenhuma crença, quanto menos entrar numa discussão de mérito. Acredito que cada pessoa deve viver sua fé conforme princípios pessoais. Não cabendo a NINGUÉM julgar ou desmerecer tais.

Vamos aos elencados:


Zilda Arns
Crença Religiosa: Católica.
Nasceu em 25 de Agosto de 1934; Faleceu em 12 de Janeiro de 2010.
Natural de: Forquilhinha/Santa Catarina - Brasil
Ocupação: Médica
Trabalho Humanitário: Criadora da Pastoral da Criança e da Pessoa Idosa, combateu a desnutrição e teve seu trabalho expandido/reconhecido em diversos países. De seu trabalho colhe-se o montante de 80 mil voluntários e 3 milhões de crianças (menores de 06 anos) por todo o país. Foi indicada por 03 vezes consecutivas ao Nobel da Paz, tendo recebido outros diversos prêmios por sua atuação. Para mais informações clique AQUI.

Desmond Tutu
Crença Religiosa: Anglicano.
Nasceu em 07 de Outubro de 1931.
Natural de: Klerskdorp/Transvaal - África do Sul.
Ocupação: Arcebispo da Igreja Anglicana.
Trabalho Humanitário: Militante pelo fim da política do Apartheid, sempre demonstrou e lutou  para que a segregação racial ocorrida no período foi extinta, além da busca para que todos possuem direitos civis igualitários. Isto, sem falar de sua ação para que houvesse um sistema educacional comum e para o fim das deportações forçadas de negros. Foi agraciado com o Prêmio Nobel da Paz em 1984. Para mais informações clique AQUI

Nelson Mandela
Crença Religiosa: Cristão - sem denominação específica. Vários de seus parentes são Testemunhas de Jeová.
Nasceu em 27 de Julho de 1918.
Natural de: Mvezo/Cabo Oriental - África do Sul.
Ocupação: Advogado; 10.º Presidente da África do Sul (1994/1999); Atualmente, aposentado.
Trabalho Humanitário: Envolvido com a oposição ao Apartheid e partindo dos princípios de combater o Estado sem violência (inspirado em Gandhi), Mandela buscava direitos iguais e o fim da segregação racial. Foi preso em 1967 e sentenciado a prisão perpétua. Em 1985 ofereceram uma condicional para que cessasse a luta, negando. Em 1990 foi liberto. Recebeu o Nobel da Paz em 1993. Para mais informações clique AQUI.

Mahatma Gandhi
Crença Religiosa: Hindu.
Nasceu em 02 de Outubro de 1869; Faleceu em 30 de Janeiro de 1948.
Natural de: Porbandar/Guzerate - Índia Britânica.
Ocupação: Advogado
Trabalho Humanitário: Foi o idealizador do Moderno Estado Indiano, lutou pela libertação do país através de um método pacífico conhecido como Staygraha ou Caminho da Verdade. Sem o uso de violência - vez que partia da desobediência civil e jejuns - ingressou no Movimento pela independência Indiana. Suas buscas caminhavam para a igualdade - inclusive para mulheres, unidade hindu-mulçumano e amizade. Foi indicado por 05 vezes ao Nobel da Paz. Para mais informações clique AQUI.

14.º Dalai Lama - Tenzin Gyatso
Crença Religiosa: Budista
Nasceu em 06 de Julho de 1935.
Natural de: Taktser/Tibete - China.
Ocupação: Sua Santidade, O Grande Lama.
Trabalho Humanitário: Líder religioso do budismo tibetano, defende um Tibete independente, democrático e sem perseguição ou exílio. Contudo, em que pese a sua crença, promove a tolerância religiosa e os valores humanos como a compaixão, o perdão e o contentamento. Segue a doutrina da não violência, difundida por Gandhi. Recebeu o Nobel da Paz em 1989. Para mais informações clique AQUI.

Chico Xavier 
Crença Religiosa: Espírita.
Nasceu em 02 de Abril de 1910; Faleceu em 30 de Junho de 2002.
Natural de: Pedro Leopoldo/Minas Gerais - Brasil.
Ocupação: Médium.
Trabalho Humanitário: Durante toda a sua vida doou-se ao próximo. Seja através da sua crença e psicografias; Seja através de sua obra social. Não recebeu nenhum valor dos livros que publicou, eis que não admitia a autoria. Assim, cedendo os direitos autorais para organizações espíritas e instituições de caridade. Promovia a tolerância, o amor ao próximo e, principalmente, a caridade. Após a sua morte continuou-se com a Obra Social de Chico Xavier. Para maiores informações clique AQUI.
.
Martin Luther King Jr.
Crença Religiosa: Batista.
Nasceu em 15 de Janeiro de 1929; Faleceu em 04 de Abril de 1968.
Natural de: Atlanta/Georgia - Estados Unidos da América.
Ocupação: Pastor e Ativista.
Trabalho Humanitário: Um dos mais importantes líderes do movimento para conquistar direitos civis aos negros no Estados Unidos e no mundo, Martin é sempre lembrado pelo seu discurso "I Have a Dream". Seu ativismo era baseado na não violência; Por tal, em 1964 foi o mais jovem a receber um Nobel da Paz. Para maiores informações clique AQUI.

Elie Wiesel
Crença Religiosa: Judeu.
Nasceu em 30 de Setembro de 1928.
Natural de: Sighetu Marmaţiei - Transilvânia (atualmente parte da Romênia).
Ocupação: Jornalista
Trabalho Humanitário: Sobrevivente dos campos de concentração nazistas, dedicou-se a resgatar a memória do holocausto - com 57 livros - e defender outros grupos que nos dias atuais enfrentam perseguições. Recebeu o Nobel da Paz em 1986. Para maiores informações clique AQUI.

Com certeza, 08 Pessoas Admiráveis - independendo a crença!



This entry was posted on 1 de fev de 2011 and is filed under , , , , , . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 . You can leave a response .

29 Responses to “ Assunto Sério: Humanitarismo Não Possui Religião ”

  1. Neste caso,sobre seu otimo post, não vema questão de religião e sim de ação, altruismo, pessoas que são capazes de respeitarem e trabalharem pelo bem do próximo. Cada pessoa que voce indicou teve participação inconfundível no mundo. Alguns até são contestados, devido a crenças ou politica. O que importa é que deixaram sua marca.

    ResponderExcluir
  2. Muito legal mesmo! essas pessoas tem história!

    http://circulodf.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Concordo com você e com o que você disse. Humanitarismo não é religião, seria ignorância dizer isso. ^.^

    ResponderExcluir
  4. Já me deparei com situações desse tipo, onde pessoas de determinadas religião diminuíram outra pessoa pelo simples fato de não processarem a mesma crença. Parte disso se deve ao preconceito religioso que ainda envolve as pessoas (assim como outros preconceitos, não menos importantes!). E contrapartida a própria ignorância de alguns em não buscar conhecer aquilo que não concerne a sua crença. É como se as pessoas não soubessem 'separar o joio do trigo'; e eu acho que não sabem!
    Destaque mais que valioso e listagem poderosa essa tua!

    ResponderExcluir
  5. muito bom adorei esse post engraçado que não vi nenhum de religião islamica ai mais o post ta de parabéns

    ResponderExcluir
  6. Italo

    Poderia ter citado, por exemplo, Malcolm X no caso do islamismo... Mas, por admirar Martin Luther King Jr. - opinião pessoal - e sua postura de não-violência, optei por deixá-lo de fora.

    ;D

    ResponderExcluir
  7. Todos esses que você citou fizeram o que todos nós devemos fazer! Parabéns. Beijos

    ResponderExcluir
  8. ignorantes os que julgam alguém por sua opção na religião.. Concordo plenamente com você.

    ResponderExcluir
  9. é uma pena Karla, mas tem muita gente falando essas besteiras
    por alguma razão minha mãe quase me arrastou para igreja quando fui ver Nosso Lar
    por causa de gente assim é se perdem as mensagens de amor ao próximo e humanitarismo
    sem esse tipo de preconceito a sociedade com certeza viveria bem melhor
    ótimo post :D

    http://falandosobreall.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Independente da religião a pessoa pode ajudar muito a mudar o mundo =]

    ResponderExcluir
  11. Cinema e música vivos

    Obrigada pelo comentário!
    E já que tem uma opinião um pouco diversa da minha, seria interessante que dissertasse um pouco mais.
    Sempre bom compartilhar posicionamentos diversos!

    ;D

    ResponderExcluir
  12. O bem deve ser feito sempre, não depende de religião, todos foram muito importantes os relacionados, contribuiram com a sociedade,prestando solidariedade,por isso devemos ter como exemplo.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  13. Boa noite, bom antes de mais nada eu não concordo com o que dizem que religião e política não se discute. Tudo deve ser discutido, desde que se tenha conhecimento do que esta sendo dito. Bacana a sua abordagem. Texto bem trabalhado. A religiosadade não deve vir antes do bom senso e do humanismo! Bom trabalho

    Te espero por lá
    http://blogpedrojunior.blogspot.com/

    Seguidores por livre e espontanea vontade são sempre bem vindos! Obrigado

    ResponderExcluir
  14. com certeza, todos tem seu marco na historia da humanidade, pelos seus valores e respeito

    ResponderExcluir
  15. Gleison Nunes

    Muita História?
    Desculpe,
    Mas,
    Não entendi seu comentário!
    ;P

    ResponderExcluir
  16. Gostei do seu ponto de vista, mas assim eu acho que o Deus é o mesmo pra todos, não existe isso do meu Deus ser melhor que o teu...

    Bjs minha amiga...

    ResponderExcluir
  17. Minha amiga, mais uma vez vc me impressiona com suas postagens maravilhosas e cheias de conteúdo. Como se ñ bastasse vc fazer uma série sobre o cinema, agora vc começa com uma série sobre religião e religiosidade. E da forma q vc q vc expôs, o assunto ficou muito bom! mostrando grandes nomes da humanidade q se tornaram verdeiras lendas e exemplos a serem seguidos por tds nós independendo da religião q seguimos. Desses citados o único que eu nunca tinha nem ouvido falar foi o ultimo q pra minha surpresa é jornalista, ou seja, um "colega de profissão" futuramente). Pra finalizar, acho q essa sua postagem é uma aula de história e até de antropologia, vou até indicar para alguns amigos e alunos pois é uma bela fonte de pesquisa. Grande abraço e me desculpe pela demora, estava lendo bem devagar td a matéria e minha net tb ta meio lenta ok

    ResponderExcluir
  18. O problema das pessoas é que quando estao seguindo algo acabam nao bloqueando oq as demais estao falando ou pregando... mas se todos nós fizesse-mos um pouco doque muitas vezes é pregado digamos pela religião que seguimos mesmo que para um proximo que nao segue nossos conceitos o mundo seria mais bonito de se viver

    ResponderExcluir
  19. Leandro Danúbio

    Obrigada pelo comentário!
    Contudo, a postagem não fala diretamente de Deus ou Religião;
    Mas sim, de pessoas que deixam de valorizar as ações de um terceiro - no caso humanitarista/pacifista - por causa da crença deste.

    Se Deus é uno,
    Se há apenas uma religião correta,
    Ou mesmo, se a força divina não existe,
    É algo muito pessoal e distante do objetivo do post, como expliquei já no texto.

    ;D

    ResponderExcluir
  20. Não podemos esquecer, também da Madre Teresa de Calcutá. è sempre bom olharmos para essas pessoas e saber que podemos ser os próximos a mudar nosso mundo.

    ResponderExcluir
  21. Oi Karla

    Seus textos e assuntos são sempre muito bons.
    sempre que venho aqui percebo isso...sempre
    não é atoa que é sempre tão comentado.

    Parabéns ;)

    me visite
    http://leticiaturtle.wordpress.com/2011/02/02/quem-define-e-a-verdadeira-beleza-e-voce/

    ResponderExcluir
  22. adorei seu post... sou holística e sei bem o que é preconceito religioso!
    meu pai é espírita e minha mãe simpatiza com a umbanda... aí vc já imagina né!
    mas aqui em casa todos se respeitam e como holística também sou cristã.
    sou totalmente a favor da ideia de que não é a religião que faz o homem e sim o que ele faz com ela...
    bjs e ótimo post, como viu meu blog é de humor e concordo contigo que de vez em quando ép reciso falar de coisa séria... bjs e obg pela visita.

    ResponderExcluir
  23. Grandes pessoas. Independente da sua religião.

    Hoje a religião perdeu aquela essência de buscar o bem, estamos cercado de fanáticos religiosos que buscam sempre o bem próprio.

    ResponderExcluir
  24. Ótimo post...

    sobre o Chico Xavier, já o admirava, quando assisti o filme passei o admirar mais ainda. Por isso mesmo, por ele "ser" humano.

    Atualmente as pessoas acham que ter uma religião as faz serem boas pessoas, estarem no caminho certo. Não basta apenas as escolhas de nossas vidas e sim as atitudes que fazemos nela.

    Não tenho religião e nem por isso condeno quem tem. Somos livres para escolher, somos livres para amar...

    ResponderExcluir
  25. bateu na cara de muita gente depois dessa, Karla. muita gente que realmente pensa que pelo outro ser espírita nada do que ele faz importa e o pior, que por ele ser espírita ele não vai ser feliz, por mais que ele tente.
    me lembrei do trecho de uma música do Teatro Mágico agora. 'Católico, evangélico, budista, macumbeiro, corintiano, espírita ou ateu. Todo mundo busca a paz interna, tamo aqui pra ser lanterna, foi assim que ele escreveu'. alguns encontram a paz interna sendo bons com o próximo. outros encontram a paz interna criticando o que os 'alguns' fazem.
    infelizmente? talvez.

    parabéns pelo post.

    ResponderExcluir

"Nunca houve no mundo duas opiniões iguais, nem dois fios de cabelo ou grãos. A qualidade mais universal é a diversidade." [ Michel de Montaigne ]

LEIA,
PENSE,
COMENTE!

Obrigada pelo seu Comentário!!