Livro do Mês: O Clube do Filme

Apesar de não ter sido propositalmente, neste início de semana, resolvi dar começo a uma nova sessão aqui no blog. Para quem não sabe ou é a primeira vez que esbarra com meu espaço - Seja Bem vindo! -, possuo alguns tópicos fixos, como por exemplo: Redescobrindo, Além da Arte, Filmografia em Fotos e Outros. Então, para dar um espaço maior a literatura, a partir de hoje e com a frequência de uma vez  a cada 30 dias, falarei de um livro que lerei neste período. Ou seja, uma obra literária a cada mês!

Para Janeiro, o livro escolhido foi: 



Principal Atrativo:
Quando se está procurando algo para ler, sempre há um atrativo primário. Neste caso, foi a lista de películas logo na primeira página da obra. Variando de eternos clássicos como A Doce Vida, O Poderoso Chefão e Ladrões de Bicicleta, a cults como Amores Expressos, Cães de Aluguel e Jackie Brown,  até a verdadeiros fiascos como Showgirls e Plano 9 do Espaço Sideral.


História:
Ao contrário do que possa aparentar o título, a trama não se fixa no cinema; Mas sim, na relação entre pai e filho. Autobiográfico, relata de forma parcial e sem retoques o enfrentamento desta interação e a busca por educar. É o que se pode ler na contracapa através da seguinte sinopse:

"David Gilmour, crítico de cinema desempregado e com o dinheiro contado, vivia uma fase complicada. Além disso, o filho  de 15 anos colecionava reprovações em todas as disciplinas. Diante da falta de rumo daquele estudante perdido e despreparado, uma proposta paterna radical: o garoto poderia sair da escola - e ficar sem trabalhar e sem pagar aluguel - desde que assistisse toda a semana três filmes escolhidos pelo pai, e com o pai. Assim surgiu o Clube do filme..."


Opinião:
Longe de ser uma obra literária extraordinária, trata-se de um relato pessoal e nostálgico. O cinema só faz emoldurar - com momentos brilhantes - uma série de escolhas controversas, tanto do pai quanto do filho. Do pai, ao escolher uma forma tão inusitada de passar conhecimento ao seu filho. De Jesse, o filho, ao provar da adolescência de maneira intensa e irresponsável.

Todavia, entre escolhas inusitadas, amores confusos, falta de dinheiro, discussões, divergências de idéias, problemas costumeiros e filmes - muitos filmes, já que forma 03 anos de Clube do Filme - a relação pai e filho vai transformando-se e guiando-se para um rumo saudável. Pai e Filho passam a se conhecer realmente.

Não creio que o método adotado por David deva ser seguido, a não ser a título de complementação a educação regular. Contudo, impossível não conceder méritos a Gilmour por tratar de forma tão despretenciosa e sincera questionamentos e pontos comuns a todos os pais.

Um livro de fácil leitura sobre as dificuldades do crescimento, tanto para quem a está vivendo, quanto para quem é seu telespectador. 


Extras:
Atualmente Jesse Gilmour trabalha com cinema, como é possível ver nesta matéria do Prosa Online.
Este David Gilmour NÃO é o do Pink Floyd.  


This entry was posted on 24 de jan de 2011 and is filed under , , . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 . You can leave a response .

23 Responses to “ Livro do Mês: O Clube do Filme ”

  1. Você é ariana... Gosta de tudo um pouco!
    Gostaria que conhecesse o Insanidade Diária
    http://insanidaddiaria.blogspot.com/
    Fique a vontade!
    Parabéns pelo blog!

    Twitter: @crizlima
    @DaianaGarciaS

    ótima semana
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. DAVID GILMOUR????? como assim... é o do PINK FLOYD ou eu estou viajando alto???

    ResponderExcluir
  3. Angelica

    Não está necessariamente viajando... São Homônimos..
    Mas, este David Gilmour é Canadense e Crítico de Filmes/Escritor

    ;D

    ResponderExcluir
  4. Karla,

    Já havia ouvido falar desse livro, mas nunca me despertei para lê-lo. Fiz isso, agora, lendo a sua opinião.

    Entrará para a minha lista dos próximos livros a serem lidos.

    Indico-lhe o que estou devorando neste exato momento: "Contra um mundo melhor" - do Luiz Felipe Pondé.

    Forte abraço,

    Fernando Piovezam
    seuanonimo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Nossa, que legal! Gostei da história de pai e filho ^.^

    ResponderExcluir
  6. Adorei, gostei da dica. Gostei do pequeno trecho que você colocou, achei interessante.

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. O livro parece muito bom!
    Gostei da história dele ali que você escreveu..
    hm otima dica Karla!
    vo procurar mais informações sobre o livro!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  10. Eu goste da idéia, siga firme e forte :)

    ResponderExcluir
  11. Já tinha passado por aqui anteriormente. Gosto muito do modo que você escrever, organiza as coisas e nos dá o prazer de conhecer coisas muito boas.
    Se puder, dê uma passada no meu
    http://viccivic.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. nao conheço o livro, mas me interessei...
    tudo q vc indica aqui eh bom...

    bjinhos

    ResponderExcluir
  13. Nunca tinha ouvido falar desse livro, apesar de ser uma amante deles.
    mas me interessei, parece ser uma história bonita e emocionante.

    ResponderExcluir
  14. Adorooo esse livro, um dos melhores que já li.

    ótima indicação Karla.

    Um beijo.

    M!sunderstood

    ResponderExcluir
  15. muitoo bom esse livro mesmo
    adorei seu blog...


    http://tudo-que-maisquero.blogspot.com/

    moda.culinaria.musica.tudoqueeumaisquero.

    ResponderExcluir
  16. ESTOU LENDO ATUALMENTE O BOCA DO INFERNO, DE ANA "ALGUMA COISA AÍ QUE NÃO LEMBRO AGORA", E ENSAIO SOBRE O PRECONCEITO, DE JEAN JACQUES RUSSEAU. MUITO BONS. VOU PESQUISAR O SEU LIVRO AQUI NA NET.

    ResponderExcluir
  17. Esse livro deve conter uma historia cheia de sentimentos bons vivido entre pai e filho.

    #Beijos e Sucesso
    http://www.semfreios.org/

    ResponderExcluir
  18. vou procurar esse livro pra mim ler por completo
    Abraços

    ResponderExcluir
  19. Gostei da opinião, quem sabe eu não leio quando em breve tiver acesso a uma biblioteca =)

    Abraço! ;)

    http://anpulheta.blogspot.com

    ResponderExcluir
  20. Poxa, me identifiquei muito com sua opiniao
    parabens aiii !!
    gostei muito
    o blog está melhor a cada dia que passa

    ResponderExcluir
  21. hm... parece ser um livro bem interessante, vlw pela dica :D

    ResponderExcluir
  22. Ah tempos tento ler esse livro e nunca conseguia porque sempre existia aquela pilha de livros da faculdade. Agora que vi seu post lembre que ia ler ele nessas férias, mas agora só tenho uma semana, acho que da tempo. xD

    abraço.

    ResponderExcluir
  23. Mabell GR

    Dá tempo sim...
    Li com muitaaaaaaa folga em uma semana!

    ;D

    ResponderExcluir

"Nunca houve no mundo duas opiniões iguais, nem dois fios de cabelo ou grãos. A qualidade mais universal é a diversidade." [ Michel de Montaigne ]

LEIA,
PENSE,
COMENTE!

Obrigada pelo seu Comentário!!