Cashback


O ano já deu seus primeiros passos. Como prometi, logo no início desta renovada jornada venho postar e salvar o blog de seu ostracismo temporário. Cogitei várias formas de reiniciar os trabalhos aqui no meu espaço; Tantas que acabei adiantando alguns tópicos a serem explorados neste mês.

Foi durante uma destas minhas idas e vindas mentais, dançando por entre estratégias não cumpridas, que esbarrei num destes filmes da madrugada. No meu micro período de férias e momento de saborear a ansiedade pessoal que fiz de conselheiras variadas películas incongruentes. Para começar o ano em pausa, trancafiei-me em ilusões cinematográficas.





Assim, com a voz interna gritando “What hell… Você aguenta mais um pouco!” Deixei-me levar pela trajetória em cena. Ainda bem! Pois a surpresa não poderia ter sido mais agradável. Divirto-me com as atuais superproduções Hollywoodianas, mas, são nos trabalhos despretensiosos que reencontro minha paixão pela sétima arte.

Adoro quando o universo das personagens soa complexo, apesar da realidade costumeira que as cerca. Em Cashback soma-se a complexidade pessoal com a sensibilidade artística de um ser abençoado/torturado pelo olhar diverso sob o mundo. Conjunção que me faz perder as estribeiras e amar as singularidades e os clichês.

Ben, persona que nos conduz durante o longa, com sua visão de pintor e habilidade imaginária de desacelerar o tempo joga na cara os detalhes mínimos esquecidos por nossas almas cansadas.

Uma cena que retrata com maestria tal ocorre quando, por entre as suas divagações tardias, Ben (Sean Biggerstaff) relata a sua superexposição ao belo residente no corpo feminino. Sua visão da mulher é tão deliciosa, sem malícia abusiva e voltada para o real despercebido, que a nudez coletiva das tomadas ecoa natural e em arte.

Talvez seja o romantismo que finjo não existir em mim;
Talvez seja meu espírito artístico e instinto poético;
Talvez seja o olhar esperançoso e focado nos segundos esquecidos pelo sonho;
Não sei exatamente de qual fator seria a culpa-mor. Mas, amei caminhar pela madrugada criativa exposta na película. Tomara que todos consigamos ver o mundo de maneira única, sem sufocar na correria.

Não deixemos que a lógica imposta nos cegue da verdadeira beleza.



This entry was posted on 2 de jan de 2011 and is filed under , , , , , . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 . You can leave a response .

27 Responses to “ Cashback ”

  1. Olá, passando para lhe falar que o seu blog é um dos meus favoritos, e que ele está em uma lista no meu blog *---* THINGS...

    Uma Boa Tarde

    Palomah L.

    ResponderExcluir
  2. Adorei essa resenha poética. Já vi o filme e como vc muito bem disse "são nos trabalhos despretensiosos que reencontro minha paixão pela sétima arte." Gostoso de se assistir, como a sua resenha foi gostosa de ler. Se tiver a oportunidade, assista tb o curta que originou esse longa. Mesmo nome, quase o mesmo filme, mas tem um objetivo diferente. Foi como eu fiquei conhecendo, acho que você ia gostar.
    Não sei que rumo esse blog tinha antes, ou que rumo vai tomar, mas espero que seja ligado ao cinema.
    Abs.

    ResponderExcluir
  3. Bela resenha e belo blog sempre...
    Assuntos interessantes assazmente...

    ResponderExcluir
  4. Karla, não conhecia esse filme e fiquei na seca pra vê-lo! Obrigado!!

    ResponderExcluir
  5. "Tomara que todos consigamos ver o mundo de maneira única, sem sufocar na correria."
    Desculpa, mas me apeguei a isso. Em todo o post, isso sinceramente me tocou. (risos!)
    Pelo que vi, deve ser um filme um tanto interessante. E sua trajetória na noite te fez encontrar ele (coisas do destino?).
    Parabéns pelo blog.
    Beijos.
    Me visita?
    www.blogdaesfinge.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Deve ser muito bom mesmo.
    "Não deixemos que a lógica imposta nos cegue da verdadeira beleza." Adorei.

    ResponderExcluir
  7. Olá, aqui estou eu depois de um bom tempo para lhe desejar um feliz 2011 e também parabenizá-la mais uam vez pelo blog!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  8. Gostei da resenha, não vejo a hora de assistir o filme .

    Já estou te seguindo,
    se puder retribuir agradeço desde ja´.

    poetaurbanoo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. gosto muito do teu blog, e da forma como vc escreve/descreve as coisas.

    beijão!

    ResponderExcluir
  10. Opa, é sempre bom encontrar dicas de filmes, tenho visto filmes muito muito muito ruins e esgotaram as idéias de onde achar algo legar e COMO rsrs, vou ver o filme.
    Ótimo 2011

    ResponderExcluir
  11. Obrigada pelo coment

    Ps.Ja estou pegando o filme kakaka

    ResponderExcluir
  12. Oi, parece muito legal este filme! Engraçado que eu não tinha ouvido falar ainda. Mas me empolguei de assistir. Muito bom seu resumo. Parabéns! Amei as cores de ser blog!

    ResponderExcluir
  13. Primeira vez que entro no seu blog.
    Gostei do jeito que vc expressa as idéias...
    ler seu resumo e toda a história foi como vivenciar a cena.
    Parabéns, vc tem um dom.

    ResponderExcluir
  14. nossa. Interessante o enredo. O que parece ser algo tão simples, fala sobre questões diárias mas importantes.

    Vou procurar esse filme. E não deixe de atualizar o blog, é um dos que mais gosto de acompanhar (sempre que posso)

    ResponderExcluir
  15. adorei, tive que ir atras do filme Cashback! adorei suas palavras!

    ResponderExcluir
  16. eu me interessei, vou baixar o filme! obrigado pela dica!

    ResponderExcluir
  17. otima resenha, aqui si precisar de parcerias de banner só entrar em contato, ah bonito design

    http://tabernadoviking2.blogspot.com/2011/01/auto-ajuda-5-comeco-de-ano.html

    ResponderExcluir
  18. Muito bom o seu post!
    Bjks.
    http://bellaonediarys.blogspot.com
    @michelegimenes

    ResponderExcluir
  19. Adorei seu blog. O design está lindo. E me bateu uma vontade de ver um filme. Vejo-os tão pouco.rs
    bjs

    ResponderExcluir
  20. filmaço! vi faz um tempo e achei sensacional. recomendei e quem viu gostou. seu gosto para filmes sempre me surpreende!

    ResponderExcluir
  21. Olá, Carla!
    Estou colaborando com um novo blog chamado “Kumidas & Abandonadas”, se puder dar uma força...!
    Abçs!
    Rike.

    ResponderExcluir
  22. Na primeira oportunidade irei na locadora!

    ResponderExcluir
  23. Cara você escreve muito. Irei procurar esse filme ;D

    ResponderExcluir
  24. Gostei do seu post, agora fiquei bem curioso para conferir esse filme.
    Beijão!

    Obs.: Selos. http://spectromgm.wordpress.com/2011/01/07/selos-e-segredos/

    ResponderExcluir
  25. Também gosto de filmes que seguem esse estigma despretensioso e acabam por carregar alguma mensagem ou poesia em seu contexto. Não conheço Cashback, mas fiquei louca pra assistir.

    ResponderExcluir

"Nunca houve no mundo duas opiniões iguais, nem dois fios de cabelo ou grãos. A qualidade mais universal é a diversidade." [ Michel de Montaigne ]

LEIA,
PENSE,
COMENTE!

Obrigada pelo seu Comentário!!