10 Facetas do Sexo no Cinema

Hedy Lamarr em Ecstasy - 1933
Primeiro Orgasmo Feminino do Cinema  Não-Pornográfico
Minha irmã trabalhou um tempo como atendente em um locadora de filmes. Tão cinéfila quanto eu, sempre comentava sobre algumas das restrições que certos frequentadores possuíam sobre os possíveis candidatos a locação. Algumas justificáveis e recomendadas - como é o caso de verificar a faixa etária indicada -; Outras nem tanto - como em cenas de nudez. Conta ela que havia quem já dispensasse mais da metade das boas opções com suas limitações: 

"Sem violência - de qualquer tipo - , sem mortes - de qualquer tipo -, sem sexo - de qualquer tipo -, sem nudez - de qualquer tipo - e que, de preferência, não seja uma história triste". 

Gente, até Bambi e O Rei Leão ficam de fora...

Longe de mim criticar o gosto de alguém - cada  um com seus cada uns, já diriam -, todavia, alguns elementos vistos com certo pudor são ótimos artifícios representativos no universo cinematográfico. Este é o caso do sexo que, ao contrário do pensado por muitos, não apenas é usado nas telonas com um fim erótico.

Foi analisando isto que resolvi criar mais uma de minhas listas, elencando 10 formas variadas de explorar o sexo no cinema. Confira a seguir:


  • Realçar o Romantismo
A Pele
Seja com a ternura e delicadeza de  A Pele; Com a sensualidade Irresistível Paixão; Rodeado de lirismo como em  Shakespeare Apaixonado; Cheirando a virilidade e arrependimentos como no famoso O Segredo de Brokeback Mountain; Ou explícito como em 9 Canções; As ligações sexuais românticas são fonte infindável nas telonas. Em verdade, uma das primeiras - e mais retratadas - versões do sexo para o cinema é a romantizada.

  • Atiçar o Terror
A Hora do Pesadelo
Outra mistura que parece não se desfazer com o tempo é a do terror e da sexualidade. É quase regra! Onde há terror - geralmente num estilo mais trash - há sexo. Veja o caso das franquias A Hora do Pesadelo e Sexta Feira 13, basta começar assistir para sentir o uso e abuso do ato. Quando não, há de se notar os simbolismos inerentes e de uma nudez mais descompromissada como no clássico absoluto Psicose e num ar mais feminino em  A Condessa Drácula. Outro exemplo é O Exorcista com a infame cena do crucifixo.

  • Com Humor
Harry & Sally
No âmbito do humor o sexo não rende apenas boas cenas - como a do imaginário de Rob Gordon em Alta Fidelidade, ou a viagem mental de Quero Ser John Malkovich, ou, ainda, em O Jovem Frankenstein -, mas, boas piadas e sarcasmos sem fim. Uma das cenas de comédia mais famosas do gênero ocorre sem nudez e sem a presença de outrem: O orgasmo fingido de  Harry e Sally - Feitos um para o Outro. Clássico! Atualmente, vemos o tema cair mais para um besteirol. Um exemplo é O Virgem de 40 Anos - neste estilo e interessante. 

  • Para Chocar
Irreversível
Algumas vezes o desejo, o sexo e a luxúria ficam relegados ao âmbito mais obscuro e confuso do cineasta. Ou seja, não basta o sexual, há que se mostrar a perversão, o incomum, a violência, o sujo envolvido nas vontades mundanas. Uma das primeiras películas que surgem a mente dentro deste tema é Ken Park - confuso e perturbado. Senão aquela, lembra-se logo da cena de estupro de Irreversível ou do intragável - em minha opinião - Anticristo. Todavia, um bom filme com um ar de "choque" ao final é Traídos pelo Desejo. Sem falar de Monster - Desejo Assassino, com a irreconhecível Charlize Theron.

  • Inspiração em Histórias Reais
Gia
A arte imita a vida. E na vida... Há sexo! Assim, o cinema ao adaptar histórias com fundo em verdadeiras, não poderia deixar escapar este lado. A película O Povo contra Larry Flynt, por exemplo, trata-se da cinebiografia do homem que tornou a pornografia explícita em sua revista. Outra cinebiografia a ser citada é Gia - Fama e Destruição, retratando a vida da modelo. Em Entre Dois AmoresHenry & June  tem-se obras cinematográficas baseadas em escritos e com triângulos amorosos bem distintos. Mas, dos que cito aqui o que mais gosto é Meninos Não Choram.

  • Discutir Um Tema
Má Educação
Não só de diversão far-se-ão os filmes. O cinema é uma arma poderosa para explorar temáticas pouco tratadas e argumentadas. Quando se figura o sexual mais ainda! Seja tratando do abuso sexual infantil por padres, homossexualismo e travestis -  Má Educação -; Seja falando da prostituição masculina e da vida a margem da sociedade - Perdidos na Noite -; Seja trazendo uma análise sobre o sofrimento e descrédito das vítimas de estupro - Acusados - ; Seja contextualizando a pedofilia - Mistérios da Carne -; Seja o retrato de uma ninfomaníaca - Entre o Céu e o Inferno -; Através da sétima arte abre-se a discussão.

  • Suprir Frustrações
Infidelidade
Acho esta "função" do sexo no cinema uma das mais instigantes. Através do prazer busca-se suprir algo monótono, um aspecto frustrado da vida. O desejo pelo sentir. Algumas das películas que retratam bem este aspecto são: Viridiana (a morte da esposa não superada e o fascínio pela beleza da sobrinha), Infidelidade (a vida marital e pessoal perfeita sufocando), Beleza Americana (a falsa segurança no sonho americano), Ondas do Destino (a frustração sexual do marido - paraplégico - compensada pelas aventuras sexuais da esposa), e Inverno de Sangue em Veneza (morte da filha).

  • Fetichismo e Outros
A Secretária
Fetiche nada mais é que o interesse sexual por determinada parte do corpo, por algum objeto ou por uma prática específica. É um campo tão amplo que nem o imaginário pode ditar. Daí o interesse pelo cinema na visão do sexo sob este ângulo. Sadismo, Masoquismo, Voyeurismo, Teratofilia e por assim vai... Podemos encontrar em filmes como A Secretária, Contos Proibidos do Marquês de Sade, Encaixotando Helena, O Porteiro da Noite e A Professora de Piano.

  • Descoberta dos Sentidos
9 1/2 Semanas de Amor
Algumas películas, ainda, retratam a busca pelo êxtase de formas variadas, com jogos sexuais, novas práticas, diversos parceiros e atenção aos sentidos. Assim, visualiza-se no Sexo, Mentiras e Videotape o prazer em falar sobre o sexo; Já em Lúcia e o Sexo a descoberta está nos detalhes obscuros de seu relacionamento com o namorado; Ciúmes, política e sexo entrelaçam-se no sensual triângulo amoroso de A Insustentável Leveza do Ser; Outro triângulo fixa-se no dionisíaco E Sua Mãe Também; E, numa completa ânsia por ressaltar os sentidos com jogos sexuais tem-se  9 1/2 Semanas de Amor.

  • Romper Barreiras
Mulheres Apaixonadas
Porque além de o sexo funcionar como forma de contextualizar uma história, também rompe/eu algumas barreiras impostas e derrubadas com o tempo. Como se pode verificar pela primeira cena de filme com um beijo entre um casal em  The May Irwin Kiss (1896), além do primeiro orgasmo feminino captado em um filme não pornográfico no Ecstasy (1933). A primeira vez em que se mostrou os pêlos pubianos femininos num filme mainstream foi em Blow-Up - Depois Daquele Beijo (1966). Ademais, Mulheres Apaixonadas (1969) quebra dois tabus: Mostrar a primeira nudez frontal masculina e premiar com o Oscar de melhor atriz pela primeira vez uma intérprete que aparecia nua, in casu, Glenda Jackson. Por fim, o comentado O Último Tango em Paris (1972) foi a primeira película a mostrar uma cena de sexo anal (a da manteiga!).


=> Um site bem interessante sobre o tema Sexo e Filmes é History of Sex in Cinema. Apesar de ser em inglês, vale apena ser conferido. Trata do sexo no cinema dos primórdios aos dias atuais. Nem preciso dizer que é para Maiores de 18, neh?! <=






This entry was posted on 19 de jan de 2011 and is filed under , , , , , . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 . You can leave a response .

55 Responses to “ 10 Facetas do Sexo no Cinema ”

  1. Ótimo post querida!!

    Tem selo pra vc no meu blog!!

    http://polyanagoncalves.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Oi Karla, realmente é por ai...
    complicado tentar entender as intenções dos produtores...
    abs

    ResponderExcluir
  4. Olá Karla

    Muito bom esse post.

    Como um leigo que "apenas assiste" o filme, nunca tinha pensado nas várias formas de se interpretar determinados temas dentro dos filmes.

    Como de costume seu texto traz uma visão muito esclarecedora do assunto abordado, parabéns.

    Bjs

    http://deolhono-lance.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Conheço muito dos filmes que você citou, talvez tenha faltado "último tango em Paris" do Marlon Brando, que também marcou principalmente pela polêmica cena da manteiga.

    Um dos filmes cuja temática sexual mais me chocou foi Irreversível, lembro de vê-lo pela primeira vez aos 14 anos. O filme já é estranho, começa conturbado, confuso de trás pra frente e ao acontecer a cena do estupro, o espectador é invadido por uma série de pensamentos e escrupulos; pena...ódio...confusão...e até mesmo tesão.

    www.teoria-do-playmobil.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Camila de Araújo

    Muito Obrigada pelo comentário!

    Quanto ao Último Tango em Paris, está citado no Romper Barreiras, justamente pela tão falada cena da manteiga!

    ;D

    ResponderExcluir
  7. Olá, parabéns pelo blog! O site do meu blog contendo as minhas mensagens (textos e reflexões) é http://intelectu.wordpress.com Espero que goste de lê-las. Até mais

    ResponderExcluir
  8. Karla, adorei a forma como você 'classificou' o sexo no cinema, sem contar os filmes que citou, dos quais muitos eu não me recordava. Artigo sensacional!!!

    ResponderExcluir
  9. Interessante, bem elaborado e gostoso de ler. Parabéns.

    ResponderExcluir
  10. Olha... Gostei mesmo. Super completo o teu artigo. Muitos filmes ai decritos eu já assisti e concordo em muitos com a sua opinião. Beijos e sucesso!

    ResponderExcluir
  11. Nossa você realmente conhece muitos filmes e muitos sobre o tema.
    Seu texto tá muito bem escrito, e olha, incrível como tem gente que abomina filmes com sexo e deixa de assistir a bons filmes por causa disso. Senti falta de Closer nessa lista, mas na verdade não sei bem onde ele se encaixaria, só gosto muito do filme e acho que ele deveria entrar numa lista de filmes que utilizam o sexo... Mas enfim, parabéns pelo texto e pelo blog :*

    ResponderExcluir
  12. Olá Karla,
    Postagem inteligente, só pra variar...eh
    Existe realmente um pudor que acho até mesmo um pouco exagerado e muitas vezes até hipócrita por algumas pessoas. Tenho amigos donos de locadoras e já ouvi várias histórias. Bem, mas isso não é o que importa.
    As cenas e os filmes que você indicou tem tudo a ver mesmo.
    Há dois filmes também, com pequenas cenas de nudez, porém, unindo sutileza ao mesmo tempo com o poder que o sexo tem:
    Lua de Fel e A Insustentável leveza do ser.
    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  13. Esse é um assunto muito polêmico no cinema. Mas certamente algo que prende o público. Sempre bom saber das dicas Karla ;D

    ResponderExcluir
  14. otima postagem nunca tinha pensado nas diversidades do sexo para o cinema mais lendo o post vi que é mais que uma cena de apelaçao para chamar publico (pois alguns filmes usao esta artimanha como os besterois)

    ResponderExcluir
  15. Adorei, realmente se o filme não houver pelo menos parte de tdo q vc colocou aqui ele perde totalmente o sentido e geralmente nem história ele tem!
    estou te seguindo se quiser me seguir lá =]
    http:/tervontadedefelicidade.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. meodels
    fazia um tempo que nao aparecia por aqui
    vc escreve muito bem
    seu blog eh demais!
    nao conhecia muitos dos filmes citados, mas já anotei aqui para assistir...

    mais uma vez parabens
    visite-me qdo puder
    http://perguntaporque.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  17. Olá, querida!
    Muito bom o seu post. Confesso que nunca tinha parado pra tentar desvendar cada olhar do mesmo assunto em filmes diferentes.

    Parabéns...muito bom mesmooo!

    Beijos =)

    www.nicellealmeida.blogspot.com

    ResponderExcluir
  18. Muito criativo o seu post , muito bem trabalhado o texto e o tema , ADOREI !

    ResponderExcluir
  19. Olá querida, adorei ler sobre isso. Algo interessante e que realmente vemos muito em filme. Principalmente nos de terror, para dar um suspense maior,aquela empolgação.
    Nos de romance também, para ter mais fogo da paixão. Enfim, beijinhos

    ResponderExcluir
  20. Realmente é interessante e complicado entender as funções das cenas criadas pelos produtores rs

    []'s
    blog.avoado.com

    ResponderExcluir
  21. Karla ótimo post eu já trabalhei em locadora e o que sua irmã falou é verdade mesmo,sobre as diferentes formas de explorar você esta correta é por ai embora eu ache involuntário algumas vezes tipo é feito pra soar natural booa.
    www.ruivosuburbano.blogspot.com

    ResponderExcluir
  22. Acho que é mesmo para dar um ar mais real ao filme, e quanto a historia da sua irma que trabalhava na locadora, ri muito com as exigencias! kkk
    parabéns!
    Seu blog está muito bom, melhorando a cada dia


    @levelgamed

    ResponderExcluir
  23. Tudo varia de acordo com o gênero do filme. Se é um filme de terror adolescente, com certeza havera cenas calientes para atrair o publico. Ja um filme romantico tem as dais cenas para ilustrar o laço forte entre as personagens.

    Uma cena engraçada de sexo é no filme Antes só do que Mal Casado.

    Ótimo post.

    ResponderExcluir
  24. Mt legal gostei do seu blog,vou te seguir me siga tbm por favor?

    trollagemvirtual.blogspot.com

    ResponderExcluir
  25. Muito bem colocado as 10 funções do sexo no cinema.. a não ser que seja pornô não é usado somente com fim erótico, e sim em muitos jeitos como você mesmo colocou nas 10..

    ResponderExcluir
  26. HAHA, mt bom!

    "Gente, até Bambi e O Rei Leão ficam de fora..."
    HUAHAUHA, concordo. filme sem isso, é meio que sem conteudo. xD

    ResponderExcluir
  27. O povo contra Larry Flynt, de cabeceira, acho que explora todas as possibilidades que citou: é real, mas não deixa de ter humor, choque, drama, romantismo e etc.

    abç
    Pobre Esponja

    ResponderExcluir
  28. Gostei.. texto legal.. da vontade de ler do inicio ao final.

    Parabens!

    ResponderExcluir
  29. Muito bom como você separo as 10 facetas do sexo, pois é difícil entender que é tudo profissional.
    Parabéns.

    http://www.semfreios.org/
    # beijos e Sucesso

    ResponderExcluir
  30. em filme de terrar são os melhores mesmo
    aehhaehe :P

    ResponderExcluir
  31. Adorei a postagem. Realmente muitas pessoas tem preconceitos com certos filmes. Mas gosto é gosto. Fazer o que, né?

    ResponderExcluir
  32. hehehe belo post mais um belo post pra coleção!
    cara ainda tenho q fazer um selo pro seu blog =|

    ResponderExcluir
  33. eu sempre gosto de fala que devemos analisar o todo não apenas recotar cenas e colocar como sendo de baixo nivel.
    Voce esta de Parabens pq vc fez uma analise do todo e não teve um "pre" conceito de cenas. beijos meu amor, linda e maravilhosa como sempre
    amo vc

    http://leandrodemorais.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  34. Odeirei este post, de verdade.
    Parabens pelo blog kkk

    ResponderExcluir
  35. Muito bom!
    Conheço (e babo) muitos dos filmes citados, e adorei o fato de você ter citado a clássica cena do estupro em "Irreversible", pois essa foi uma abordagem crua, supreendente!

    Teus textos são muito bem escritos e a abordagem dos temas é atraente. Visito aqui com frequência agora. :)

    E você, sinta-se convidada a me visitar em www.jvictorlima.com quando desejar.

    Um beijo!

    ResponderExcluir
  36. A lispa parece recheada de cenas picantes... rsrs'
    Fora de brincadeiras, acho o sexo uma coisa tão normal hoje em dia, banalizada, até. Mas há quem ainda se assuste com a palavra.

    ResponderExcluir
  37. adorei o post, e concordo que sexo hoje em dia é tão normal quanto respirar :)

    ResponderExcluir
  38. Legal seu post mostrando as várias facetas do sexo no cinema. Eu ia comentar o ~ sexo escrachado ~ aqueles típicos de filmes teens americanos, mas você citou o besteirol, então ta valendo! :D

    Beijão Karla ;***

    http://www.maisqueindelevel.blogspot.com

    ResponderExcluir
  39. Eita...

    ... fiquei meio sem fôlego agora... filmes maneiros, muito bem selecionados.

    Ótimo post, como sempre!

    F.

    ResponderExcluir
  40. Retribuindo a visita...
    Mtuuu bom seu post,alias o Blog td tá mtuu legal Parabenss!!!

    ResponderExcluir
  41. Valeu pelas dicas... vou ver os que eu ainda não vi... Change Feelings

    ResponderExcluir
  42. confesso que estou impressionado com seu post, que belíssimo trabalho vocÊ fez aqui ... e ainda se preocupando em colocar links para o imdb e tudo mais .... mto bom mesmo.

    ResponderExcluir
  43. Como sempre os melhores lista são de Karla Hack, é impressionate como o mundo ainda se surpreende com o sexo e se ele já foi desmistificado em algum ponto isso se deve com toda certeza ao cinema

    viva a sétima artes e todas suas posições sexuais

    ResponderExcluir
  44. Mais um post que eu gostei, deve ser por isso que gosto de dá uma passadinha aqui desde que conheci o blog!

    Letras e versos da Anna

    ResponderExcluir
  45. otimo artigo esse hein! realmente o sexo pd ser mostrado de diferentes formas em filmes....adorei os exemplos de filmes, assisti a maioria deles e sao meus favoritos!

    ResponderExcluir
  46. Realmente uma pessoa com tantas restrições não sabe como apreciar um bom filme, já que morte, violência e cenas de sexo são, como vc mesmo afirmou, elementos muito usados e necessários.
    Amei a lista, você realmente tem um amplo conhecimento de filme.. muito bom o/
    Mas não posso deixar de dizer, que as vezes uma cena de sexo um pouco mais pesada em um filme acaba constrangendo quando estamos assistindo com pessoas mais velhas ou crianças, eu pelo menos evito ;p dhuiashduiashduis

    parabéns pelo blog o/
    http://teenager-whore.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  47. Ola Karla

    olha kkkkkkkkk vc realmente conheçe muitos filmes e eu vou pega para assistir alguns desse que eu nunca assisti principalmente o Irreversível, realmente sexo esta em varios filmes e cada um aborda ele de um geito, parabens pelo post e blog

    bjus

    by:Santos

    ResponderExcluir
  48. Gostei da abordagem do post, bem diferente, realmente parando para pensar nos filmes as cenas sempre se enquadram em determinados temas.
    Muito bom!
    Abraços! o/

    ResponderExcluir
  49. KKKKKKKKKK ATÉ BAMBI E REI LEAO FICAM DE FORA...
    NOSSA QUE POST GOSTOSO DE LER...MUITO BACANA MESMO....

    ResponderExcluir
  50. Gostei da matéria amigo continue com o bom trabalho, venho através deste convidar-lhe a visitar o caixadepandora.net sejá um seguidor eu já estou seguindo seu blog

    ResponderExcluir
  51. Ótima lista! eu prefiro ver sexo no cinema do que um um filme pornográfico. Sei lá tenho a noçao de ser mais arte.

    ResponderExcluir

"Nunca houve no mundo duas opiniões iguais, nem dois fios de cabelo ou grãos. A qualidade mais universal é a diversidade." [ Michel de Montaigne ]

LEIA,
PENSE,
COMENTE!

Obrigada pelo seu Comentário!!