As Trilhas Sonoras de Tarantino

Quando estou vendo um filme há fatores que julgo essenciais e indissociáveis: Direção, Elenco, Fotografia e Trilha Sonora. Não consigo assistir a uma película em que destoem estes elementos. Reconheço que para a composição de um longa/média/curta metragem existe uma diversidade de outros pontos de análise e que, sem os quais, impossibilitar-se-ia a produção de uma boa obra. Contudo, numa visão primária, atenho-me aos citados; Em verdade, penso que mesmo de maneira bem intrínseca, todos nos prendemos a estes fatores, já que essenciais para a percepção – visão, audição e empatia.

Tarantino é mestre em jogar com estes elementos. Na sua estranheza recria uma produção de excelência, seja na escolha de um elenco de talentos (e não de famosos), seja na fotografia sanguínea, seja na trilha sonora. Justamente sobre esta última é que irei tecer agora.



Minha primeira paixão no quesito Tarantino foi Pulp Fiction. Aquelas histórias inter-cruzadas, a estética diferente, o Ezequiel 25;17, a dança de John Travolta e Uma Thurman, tudo caia na perfeita sinfonia da soundtrack – composta por nomes como Dick Dale & His Del-Tones, Kool & The Gang, Al Green, Dusty Springfield, Chuck Berry e Maria McKee. Provavelmente a música mais expoente desta trilha seja Misirlou (mais tarde usada como base da música Pump It do Black Eyed Peas).

E no mesmo ritmo seguem os outros filmes, como é o caso de Kill Bill que mistura de Johnny Cash a Tomoyasu Hotei. E de Bastardos Inglórios com várias faixas interessantíssimas do Ennio Morricone, somada ao rock de Bowie e mais algumas variações musicais. 

A verdade é que a musicalidade de Tarantino combina com a sua genialidade retro e arraigada a visão do violento, do humor negro. As influências musicais do diretor podem ser conferidas na Radio UOL, basta procurar pelo álbum “The Tarantino Connection” – o qual por sinal é muito bom - onde o mesmo monta uma coletânea pessoal e ainda conta com dois trechos de entrevistas sua. Também é possível encontrar a coleção "Tarantino Experience" que monta um conjunto fantástico de músicas dos filmes e/ou inspiradas por ele. A eleição das canções é bem eclética e com algumas pérolas no nível  de Nancy Sinatra entoando a belíssima Bang Bang (My Baby Shot me Down). Vale uma conferida.

Agora, vou deixar aqui três canções usadas em Pulp Fiction que simplesmente adoro:

1. Girl You'll be a Woman Soon - Urge Overkill


2. If Love is a Red Dress (Hang me in Rags) - Maria Mckee


3. You Never Can Tell - Chuck Berry







This entry was posted on 9 de set de 2010 and is filed under , , , , , , . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 . You can leave a response .

36 Responses to “ As Trilhas Sonoras de Tarantino ”

  1. Tarantino é realmente um mito, eu olho bastante para a trilha sonora pois para mim é um dos elementos essencias para um filme.

    ResponderExcluir
  2. Sou um pouco como você. Ao ver um filme avalio um pouco de tudo, é sem dúvida nenhuma a trilha sonora é fundamental para o sucesso de um filme. E sem dúvida nenhuma Tarantino é um mestre nessa área!

    ResponderExcluir
  3. Inesquecíveis suas canções que dão um toque mágico e incrementa a cena ainda mais...Ele sempre inova nas trilhas sonoras, escolhendo músicos muito competentes e desconhecidos da grande massa.Um mestre, salve Tarantino!!
    Parabéns e sucesso com o blog =)
    Bjo

    ResponderExcluir
  4. Com todo o envolvimento que tenho com a arte, posso dizer que a trilha sonora é peça chave pra qualquer filme. Ficarei atento as trilhas que Tarantino escolhe.

    Bjos!

    ResponderExcluir
  5. A versatilidade de Tarantino não só me surpreende, me enche de prazer ao sentar e assistir um filme dele, sim, eu sou fã!

    ResponderExcluir
  6. confesso que nao sou muito de assistir filmes, prefiro ler ou coisas do tipo,mas é dificil nao ouvir falar de Tarantino rsrsr, por sinal tenho um tio muito fã...

    ResponderExcluir
  7. confesso que sou mega desliga pra musicas de filme.. haha

    ResponderExcluir
  8. Sem dúvidas que a trilha musical ajuda e mto a tornar um filme ou um personagem inesquecível... Pelo visto, Tarantino tem "o dom"...

    Bjão


    www.brincandodefazerpiada.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. realmente tarantino e musica se entrelaçam com uma facilidade incrivel. Grande exemplo de relação entre segmentos artisticos distintos. Gosto muito dele tbm!
    ^^

    Grande abraço, Karla!!!!
    ^^

    ResponderExcluir
  10. realmente a trilha sonora ocupa posição de destaque em um filme, pois através dela conseguimos captar a mensagem da cena, mesmo que nesta não haja fala.

    ResponderExcluir
  11. A trilha sonora nos faz viajar em determinadas cenas. Assim posso falar especificamente dos filmes do Tarantino. Ele sempre teve ótimas pedidas nas trilhas!!! ;)
    Beijão, minha flor.
    Me visita?
    Te espero lá: www.nicellealmeida.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. A 3ª é bem legal! Música é mesmo uma parte da alma de um filme, e o Tarantino sempre acerta.

    Abraço! ;)

    http://anpulheta.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Pulp Fiction é uma obra de arte! Ainda não consegui ver "Bastardos inglórios", mas estou bem ansioso, já que a história é muito interessante.

    Tarantino é um dos grandes diretores que não conseguem estragar um filme por mais que tente - como em Kill Bill Vol. 1 que foi uma tremenda decepção para mim.

    Ótima lembrança, vou até baixar o filme hahaha

    ResponderExcluir
  14. Também são as minhas 3 preferidas, viu... tenho o cd com a trilha sonora de Pulp Fiction, é um show mesmo... também gosto de LET'S STAY TOGETHER, SON OF A PREACHER MAN e LONESOME TOWN... nossa, deu vontade de ouvir!

    Xau!

    Francorebel.

    PS Pulp Fiction é o meu Tarantino favorito
    PPs Se é a semana Tarantino, fale de Jackie Brown, que é um ótimo filme, mas foi um fracasso e tão subestimado...

    Abraços!

    ResponderExcluir
  15. Realmente a trilha sonora é tudo em um filme! Considero esse tópico o mais importante nos filmes!

    Muito Bom!
    Parabéns!

    Abraço!
    Leandro Hellsing

    ResponderExcluir
  16. Curti a 3ª!

    Por que todo mundo tá postando sobre o Tarantino? Sério!

    ResponderExcluir
  17. Talvez pela sua constatação (juro que nunca tinha parado pra pensar nisso, embora seja fã do Tarantino), suas obras despertem sempre algo em alguém... Os que amam ou odeiam... Não conheço quem tenha passado incólume a uma obra dele!

    ResponderExcluir
  18. O bom da trilha é que toda vez que vc a escuta, lembra do filme, ou com quem assistiu!

    ResponderExcluir
  19. SEI LÁ
    SINCERAMENTE A MAIORIA NÃO ME AGRADA!

    ResponderExcluir
  20. Vc está com tudo!! Adoro suas pesquisas e postagens bem estruturadas..
    bjks

    ResponderExcluir
  21. Realmente a trilha sonora de Tarantino é singular.
    Parabéns pelo post!
    Beijos

    ResponderExcluir
  22. Ah, interessante. Hoje mesmo soube de uma mostra de filmes do Tarantino que vai começar aqui na minha universidade. Com certeza vou lembrar do seu post durante os filmes. As trilhas dele se destacam mesmo, tinha a de kill bill aqui e salvei algumas músicas, uma delas foi essa que citou da Nancy Sinatra, muito boa.
    Parabéns pelo blog, gostei.

    ResponderExcluir
  23. Aah, eu tbm foco muito na trilha sonora. *_*
    São legais os vidêos !
    ;D
    Parabéns pelo bloog.

    http://porummomentonet.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  24. A vida sem música não é vida! até o cinema 'mudo' possui uma trilhazinha bem cool.
    eu não gosto dos filmes do Tarantino, assisto quando passa nos telecines e só, mas... não gosto! Falando em Trilha Sonora te indico Yann Tiersan!

    ResponderExcluir
  25. Tarantino. Nada melhor do que assistir a tarde um filme deste mestre da direção. As trilhas sonoras requer muito conhecimento, tanto do filme quanto ao artista. Com certeza este sabe usar muito bem os recursos disponívei para nos apresentar belos filmes. Gosto muito do Chuck Berry, em Pulp Fiction, ficou perfeito.

    No meu blog eu deixei um selo pra ti.
    Parabéns pelo blog mais uma vez!

    ResponderExcluir
  26. Sabe o que é engraçado? Não sei se vc concorda, mas uma trilha do Tarantino que é bem bacana e que (na minha opinião) modifica o olhar para o filme é a trilha de "Jackie Brown". è uma coisa meio funk em um cenário completamente violento, de muito tiro. Filme de gang's, normalmente a trilha sonora americana é o RAP. O cara bota um funk e muda completamente a estética do filme. Mano, o cara é foda.

    bjs Carla,

    http://porumaportaiconoclasta.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  27. Tem um selo lá no meu blog pra você . *-*

    ResponderExcluir
  28. Querida, atualizei meu blog. Passa lá?
    Te espero!
    Beijos!!!!!!
    www.nicellealmeida.blogspot.com

    ResponderExcluir
  29. Para mim Os Infiltrados representa bem o que é ele.

    http://apenas-daniel.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  30. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  31. Também gosto de Tarantino. :))

    Passa lá no meu blog. :P

    www.filosofandoonline.com.br

    ResponderExcluir
  32. Parabéns pelo seu blog!
    Abraços,
    R. Maia
    http://blogdomaia.blog.uol.com.br/

    ResponderExcluir
  33. A trilha de Pulp Fiction é fantástica.

    ResponderExcluir
  34. bom eu também gosto de todos os elementos que vc citou mas um que é indispensavél é o roteiro e a forma que o roteiro é posto em prova tarantino é um mestre nisso ninguém pode negar,mas a filmes com outros diretores que o roteiro (idéia0 é ótima mas o filme não presta ..

    ResponderExcluir

"Nunca houve no mundo duas opiniões iguais, nem dois fios de cabelo ou grãos. A qualidade mais universal é a diversidade." [ Michel de Montaigne ]

LEIA,
PENSE,
COMENTE!

Obrigada pelo seu Comentário!!