O Sabor da Memória


Todo o dia quando estou dirigindo-me para o trabalho passo por esta antiga casa de madeira, pintada em azul e vermelho, que abusa do meu olfato com sabores passados - remetendo todo meu ser a infância, aos mimos da minha avó.

Selma era o nome dela, doceira de mão cheia, sempre fazendo bolos para fora, transformava o leite, o açúcar e a farinha em pura magia. Lembro bem das vezes que eu, minha irmã e meu primo invadia a sua cozinha implorando por um pouquinho daquelas delícias. Não conseguia compreender como ingredientes tão distintos mesclavam-se em tal harmonia que o paladar gritava: Divino!

Além dos doces, minha avó fazia maravilhas para o almoço. Meu preferido? Macarronada e bife à milanesa. Até hoje não encontrei um restaurante - por mais requintado que fosse - capaz de superar o mencionado cardápio. Este sabor de casa, cheirinho de interior, não era nada comparado aos zelos despendidos no preparo. Dos segredos passados de geração a geração, o amor - clichê, eu sei - era o maior deles.

E foi assim, com este carinho todo, que minha avó presenteou a boca faminta até o dia em que partiu. Sei bem que não mais provarei do paraíso gustativo da culinária dela. Contudo, cada vez que me aproximo daquela casa de aberturas vermelhas retorno no tempo; E, por alguns segundos, é como se do seu afeto eu experimentasse novamente.



 Thanks!!!

This entry was posted on 26 de jun de 2010 and is filed under , . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 . You can leave a response .

38 Responses to “ O Sabor da Memória ”

  1. lindo , realmente tem experiências que nos remetem não só ao passado mas que nos faz experimentar um pedacinho do futuro , contudo não temos como sentir falta do que não vivemos , e o pesar do passado nos consola e entristece, nos faz rir e chorar ,
    boas memórias bons textos boa foto

    =) lindo .

    ResponderExcluir
  2. que belo texto, quão importante é manter viva em sua memoria o que em seu passado te trouxe alegria.

    gostei mesmo.
    http://derepentedezesseis.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. aaah se existisse uma maquina do tempo, todos nhós usariamos!

    www.buscandoreconhecimento.blogspot.com

    @luanamurari

    ResponderExcluir
  4. OTIMOOOOOOOOOOOOO TEXTOOOOOOOO
    Meus parabéns! Tem coisas que fazem lembrar muito o meu passado tb! Uma delas é o cheiro do pão da minha avó jejeje

    http://blogdopelarau.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Texto otimo, me fez recordar também um monte de coisas!

    http://cremedentalnavagina.blogspot.com/
    POP IT UP

    ResponderExcluir
  6. serio não tenho oq fala vc escreve muito
    ja penso em escrever algum livro?
    xD

    ResponderExcluir
  7. Adorei o texto... sinto muita saudade do meu avô e fico pensando que bom que temos essas lembranças! Afinal, são pessoas especiais que de alguma maneira permancerão com a gente sempre... seja pela lembrança que uma casa de madeira e odores provocam, seja somente por terem feito parte de nossa história...
    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. O lar é sim encantador... Parece que as aventuras de nossa infância em conjunto com toda harmonia e o zelo de nossa família se acentua cada vez mais se lembrarmos que estamos distantes. A forma que vc lembra delas, é que fará o seu caráter.

    Um ótimo texto.
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  9. PERFEITO..

    tem selinho pra vc la no meu blog.
    beijao e parabéns !!

    http://daqueelejeito.blogspot.com/2010/06/todo-dia-abro-o-blog-mesmo-que-nao.html

    ResponderExcluir
  10. Oi,
    Nada como nossa memoria gastronomica pra nos lembrar do que realmente importa, nao e ?

    Nenhum restaurante tem o ingrediente que sua avo usava, o amor.
    Esse sentimento emite vibracoes tao boas que qualquer prato fica delicioso,e tb pq era o momento dela atrair todas as atencoes da casa, dos familiares, usando o que ela sabia fazer de melhor.

    Tambem tenho esses instantes de rememorar antigos sabores, velhos odores e texturas.

    Muito bom seu texto, me fez lembrar de varios momentos familiares.
    Bjs

    ResponderExcluir
  11. De fato, há sabores, cheiros e lembranças da infância que nunca voltarão e deixam sempre essa nostalgia quando lembramos delas. Mas os sentimentos de afeto sempre ficam...

    ResponderExcluir
  12. Liindo demais.
    Tem uma casa na esquina do meu colégio, que me faz memorar épocas antigas. Épocas mais doces, onde inha maior tristeza era não ter com quem brincar quando a vizinha não estava em casa....

    Beijos.

    ResponderExcluir
  13. Alimento é afeto, né.
    Pena que não nos recordamos do nosso período de amamentação, o que seria bem interessante... lindo e simples. Beijo!

    ResponderExcluir
  14. Lindo, é bom quando algo nos tráz lembranças boas, parecem tão real ...

    ResponderExcluir
  15. é um caso de respeitar o que foi vivido..dar valor.

    ResponderExcluir
  16. Verdade nunka um restaurante vai fzer uma comida gostosa que nem um familiar querido ...

    adorei o blog maravilhoso

    veja ai o meu comente e siga pf

    http://novidadesobremusica.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  17. Momento nostalgia! ^^
    Lendo sua cronica vjo o incrivel poder, ou dom, q nos temos de atribuir sentido a coisas sem sentido. Qr saber? Isso é o que faz a vida ter sentido e ser tão boa, aconteça o q acontecer.
    Gde abraço! NOs vemos como sempre la no Papeis Online!

    ResponderExcluir
  18. Legal, transmitiu bem o sentimento..
    ( obrigado pelo comentário no meu blog, nao sabia daquele site, sou novato na área, rs )

    Até mais.

    ResponderExcluir
  19. Lindo texto moça parabéns,você escreve muito bem.
    continue assim.
    Da uma passadinha la no meu blog ^^
    http://wwwmundofantasticogaby.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  20. eu sempre quiz ter uma avó dessas a minha não é muito afetiva, é uma mulher de negócios e as pessoas de negócios sempre são tão distantes do mundo dos sentimentos

    as casas antigas e as avós, mesmo não conhecendo e não tenho uma ficam sempre povoando nossas almas

    ResponderExcluir
  21. verdade, pequenas coisas nos levam a uma nostalgia gigantesca! adorei seu texto, me deu uma nostalgia, uma saudade do passado!

    ResponderExcluir
  22. que lindo esse texto... gostei muito'
    recordar certs momentos do nosso passado são ótimos!

    ResponderExcluir
  23. A sensação boa da saudade deve ser desgustada sempre que vier as lembranças
    Bjão... sempre com textos bons
    ;)
    http://estigmaangel.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  24. que lindo seu texto,
    e que lindo seu blog *-*
    parabéns :}

    ResponderExcluir
  25. Lindo texto, me fez ter nostalgia..
    http://analisefc.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  26. Eu amo casa de avó!

    Sempre gostei da comida delas, do tempero, das histórias, das emoções e liçoes de vida que elas passam para seus netos. Elas siim são verdadeiras enciclopédias ambulantes!

    Bjo Bjoi

    Gostei daqui, seguiiindo.

    ResponderExcluir
  27. Fiquei encantada tanto pelo Belo Texto com palavras lindas, pela forma que voce escreve, Parabéns.

    E a foto, linda a casa, ameii a casa!

    Visite o meu !
    http://igtruelovephotos.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  28. lindo. e me fez parar pra pensar. *-* adorei aqui.

    ResponderExcluir
  29. É sempre tão gratificante quando o ofato, o tato e o paladar nos remetem ao passado...

    Adoro seus textos...

    Bjoss e uma ótima semana!!!

    ResponderExcluir
  30. Como sempre, lindos textos que nós faz pensar e refletir

    ResponderExcluir
  31. Incluiu uma foto, né? É essa a sua inspiração? Se for, gostei... também adoro casas antigas. Abraço!

    ResponderExcluir
  32. As vezes alguns cheiros nos trazem sensações incriveis.

    ResponderExcluir
  33. Comida de vó é a melhor de todas!

    ResponderExcluir
  34. Belo texto mesmo...diria que até emocionante...também lembro de algumas coisas quando chego na casa em que meu avô morava...boas lembranças!

    ResponderExcluir
  35. adorei, você escreve muito bem !

    visita ?
    http://contosedescontosk.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  36. Avós são ímpares!

    Experiência em anos que nenhum livro vai ensinar.

    Adorei *-*

    Beijo pra você e pro Frederico Evandro que vi no post sobre você e ri muito!

    ResponderExcluir

"Nunca houve no mundo duas opiniões iguais, nem dois fios de cabelo ou grãos. A qualidade mais universal é a diversidade." [ Michel de Montaigne ]

LEIA,
PENSE,
COMENTE!

Obrigada pelo seu Comentário!!